2007-10-29

Que arrepio!


Found at bee mp3 search engine

On bended knee is no way to be free
lifting up an empty cup I ask silently
that all my destinations will accept the one that's me
so I can breath

Circles they grow and they swallow people whole
half their lives they say goodnight to wive's they'll never know
got a mind full of questions and a teacher in my soul
so it goes...

Don't come closer or I'll have to go
Holding me like gravity are places that pull
If ever there was someone to keep me at home
It would be you...

Everyone I come across in cages they bought
they think of me and my wandering
but I'm never what they thought
got my indignation but I'm pure in all my thoughts
I'm alive...

Wind in my hair, I feel part of everywhere
underneath my being is a road that disappeared
late at night I hear the trees they're singing with the dead
overhead...

Leave it to me as I find a way to be
consider me a satelite for ever orbiting
I knew all the rules but the rules did not know me
guaranteed...

Eddie Vedder - Guaranteed (Into the Wild)



(Há muito que não ouvia qualquer coisa que "batesse" tanto!...)


Não consigo identificar-me com a figura de Christopher McCandless. Acho que sou demasiado prevenida, demasiado cuidadosa, ou tão só muito cobarde.

E há aquela coisa de não poder correr riscos porque não estou (sou) – realmente – uma pessoa sem ligações, sem grilhetas de qualquer natureza, sem gente a quem dar explicações e a quem não posso pedir que aguente – ainda mais – todas as minhas loucuras e a derradeira desfaçatez de me sentir acima de tudo, acima da necessidade de preservar a própria vida e, assim, preservar também todos quantos me querem e a quem quero bem.

Mas o Eddie Vedder escreveu uma série de versos que são profundamente – agonizantemente – cobiçáveis. Como se houvesse um lugar onde já não sei ir; como isto de saber que se me apertam demais eu fujo; como a noção de que não é de joelhos, a carregar o peso de um mundo que não consigo reconhecer, que alguma vez serei livre, enquanto ganho consciência de que, como todos os outros, estou enjaulada em gaiolas que comprei ou de uma outra forma qualquer tomei posse ou tomaram posse de mim.

Ou simplesmente esta impressão de que – mesmo conhecendo todas as normas – saberia ser bem mais feliz se as normas não me (re)conhecessem a mim.

Será que, para além de todas as dúvidas, dentro da minha alma ainda há um mestre livre que me guie para longe, para pelo menos ainda saber sonhar com o lá longe, mesmo sem coragem para partir?

11 comentários:

Windtalker disse...

A nossa imaginação é surpreendente! se desafiada, consegue abrir postigos na alma que nos arejam com rajadas de aventuras refrescantes...

Hipatia disse...

Desafio tive agora ao descobrir que o imeen não me deixa usar a música completa. Valha-nos S. YouTube :)

Mas não podia ficar sem a canção: faz-me bem; areja-me a alma :)))

Filipa disse...

Ai o Eddie..... (suspiro) é dos poucos norte-americanos em quem acredito.

O filme (realizado pelo sr. Sean Penn) também não deve ser nada de se deitar fora. Pelo menos tem uma banda sonora de fazer inveja. Todo o disco é extraordinário!

beijinho

maria_arvore disse...

Mesmo que amarras nos prendam agarra todo o tempo que te sobra para sonhares. Qualquer sonho que construas te solta das amarras porque a bem dizer, a liberdade é um estado imaginário.:) Por isso é que a liberdade não se dá mas se conquista. ;)

(quanto ao imeem há um truque: coloca o título e o autor em português que ele já não reduz para os 30 segundos ;); podes ver que eu tenho lá o "Diz-me algo" do "Jaime da Esquina" ;))

Hipatia disse...

Confesso que a Banda Sonora me apanhou mesmo a jeito, Filipa :) Há alturas assim ;-)

Hipatia disse...

Tentei engar a coisa, mas a coisa não se deixou enganar, lol. Logo trato-lhe da saúde, que agora não tenho tempo :D Afinal, tenho uma conta alternativa onde voltar a pôr a musiquinha...

Há dias em que, mesmo sendo a liberdade um estado imaginário, as prisões são bem reais. E pesam-me toneladas...

I. disse...

Era incapaz de largar tudo e partir. É uma incapacidade que já há muito aceitei, esta de ter amarras invisíveis e fortes a tanta coisa.

No entanto, só me consigo amarrar (principalmente a outra pessoa) se me sentir completa e estupidamente livre, caso contrário, sufoco e definho.

Acho que não tem mal nenhum ser assim, desde que ao espírito ninguém o prenda.É que os que não se prendem a nada às vezes parece-me que andam a fugir de qualquer coisa. E então, onde estará a falta de coragem, em quem fica ou em quem constantemente parte?

(sei lá, pá)

Hipatia disse...

Boa pergunta, I. Quantas vezes um utópico não é tomado por um simples lunático? Estar sem qualquer amarra é também ter as mãos cheias de nada. E até os sonhos, para valerem realmente a pena, têm de estar em algum momento agrilhoados à realidade. Além de que ficar prova ser às vezes bem mais complicado do que fugir. E mais corajoso também. Mas há tantos dias em que parece que estamos simplesmente acomodados ao que é, sem capacidade para querer o que ainda podia ser...

cap disse...

Sobre o essencial, nada sei dizer-te de novo.
Quanto à outra questão, confesso que só agora entendi o teu sonoro "hummm". :)

Hipatia disse...

eheheh

Isso quer dizer que não tens lido o título dos meus posts?

;-)

Anónimo disse...

Mais Vozes

eu... não conhecia o Eddie Vedder...
mas conheço a sociedade e sei que a maioria de nós tem amarras imaginárias e além disso passa a vida a tentar obrigar os outros a manter-se preso a elas... e acho acho que é importante, a bem da nossa sanidade mental, não deixar de sonhar.
fábula | | Email | Homepage | 10.30.07 - 9:26 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Não conheces Pearl Jam, Fábula?

Mas nem todos podem ou querem ou seriam sequer capazes de partir para o Alasca e deixarem-se morrer à fome em nome de uma qualquer utopia. De qualquer forma, talvez Christopher McCandless tenha sido bem mais feliz do que muitos de nós....
Hipatia | | Email | Homepage | 10.31.07 - 3:18 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

gosto de Pearl Jam, mas (confesso) nunca soube o nome de nenhum dos membros do grupo (confesso, mais uma x), e sim, isso incluía o vocalista... :-p
fábula | | Email | Homepage | 10.31.07 - 11:45 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

eheheh

Bem me queria parecer que era só o nome que te falhava
Hipatia | | Email | Homepage | 10.31.07 - 11:53 pm | #