2009-08-06

Engonhas


aqui


Não suporto nem tenho paciência para engonhas. Cada vez que me aparece um à frente – quase sempre dentro de um carro a 15 à hora – qualquer réstia de paciência que o dia ainda não tenha comido desaparece como num passo de mágica. O mesmo, aliás, para gajos – quase sempre gajos, que as mulheres têm mais o que fazer – que não desamparam da frente do caixa antes de conferirem a conta, ou da frente do multibanco antes de verem três contas só com cêntimos, que isto dos cêntimos espalhados por três contas diferentes é que deve estar bem. Gajas que encostam a barriga a um balcão e acabam a contar a santa vidinha também resulta para me verem fumegar e empregados de café a contarem moscas vai pelo mesmo caminho. Da repartição de finanças acho que já nem vale a pena falar, o mesmo para a loja do cidadão e afins. Felizmente não preciso recorrer ao centro de saúde, ainda que me tenham mandado amavelmente um postal a ameaçarem com a falta de médico de família se não fosse lá saber das vacinas dos filhos que não tenho. Talvez estivessem a pensar no Gaspar, mas esse toma as vacinas no veterinário que até é sitio despachado e que eu saiba nunca registei aumento de agregado familiar na junta de freguesia à conta de qualquer requisição de comprovativo de morada ou de agregado familiar, que também é coisa para engonhar e ainda nos cobrarem por isso.

Então, sendo que já se atravessam no meu caminho engonhas suficientes todos os dias, evito ao máximo encontrá-los quando ando à procura de alguma coisa. O pior é que, para engonhar, parece que não falta gente. E a marcação das férias deste ano embateu, qual Titanic, numa engonha de igual dimensão. Pior: devia ser antes o iceberg da desgraça e as férias quase foram ao fundo, não tivesse eu esta pouca paciência para engonhas e tivesse contornado a gaja – ou abalroado, o que talvez seja uma descrição ainda mais exacta – quando me começou a faltar a paciência para o spam na caixa de correio com viagens pelo Douro acima e pelo Douro abaixo que decididamente nunca lhe disse que queria fazer e mais uns quantos destinos que a excelentíssima engonha poderia ter antes metido pelo cu acima. Só não havia maneira de aparecer o que foi expressamente solicitado – por diversas vezes – a mais o desconto que me garantiria aturar a engonha à conta do acordinho entre o meu e o patrão dela. No entretanto já está: foi pelo lado, por trás, pela frente, por cima ou por baixo e quero lá bem saber. Estão marcadas, descontadas e redescontadas (isto de reclamar dá tanto jeito às vezes…), a mais um pedido de desculpas pelo atraso e, se tudo correr bem, o puxão de orelhas mais do que merecido na engonha-mor daquele tasco.

E agora que ninguém me diga quantos aviões já caíram este ano, que prefiro nem saber!

9 comentários:

O_Eclético disse...

Boas Férias! :)


(Eu lido mais com engonhanços na Lesgislação Portuguesa que é de rir...de lágrima no olho!..]

Hipatia disse...

Ainda não é já: falta uma semana inteirinhaaaaaaaaaaaaa de bules e mais o dia de amanhã. Depois, finalmente serão as férias. Será que se a mala desaparecer posso ligar logo para a Embaixada ou vou ter de me pôr na fila e esperar que apareça no dia seguinte, se tudo correr bem? Alguma coisa na Legislação sobre isso? ;-)

O_Eclético disse...

Eu também!!!

Com um bocado de sorte quando aparecer a mala, vem partida, podes alegar que tinhas algo valioso que te foi roubado, pedes uns 500€...bem..quem diz 500 diz 800€, o seguro da companhia paga isso e passado 5 meses recebes o dinheiro.

Ficas com outro desconto para as férias do próximo ano :D Só tens que voltar a ultrapassar a barreira do engonhanço! Mas já vais com mais paciência, inclusivé dás gorjeta ao senhor(a).

Aconteceu algo semelhante com a minha ex., com a companhia "Iberia" a mala veio num estado irreconhecível! depois de uns telefonemas...assim com voz de quem pode e manda, diga-se à bruta, eles comprometem-se a pagar qualquer desaparecimento de objectos do interior da mala. Neste caso tinha de facto, desaparecido umas peças de roupa no valor de.. 400€!

O tecido era de qualidade... :X

Quanto a legislação não sei, mas é uma questão de ler o regulamento da companhia, a bela da leitura da mesinha de cabeceira.

:)

Bartolomeu disse...

Sabes que os gajos do centro de saúde, funcionam por antecipação... como já estão a prever que venhas a emprenhar, avisam-te com antecedência das vacinas. É para evitar que chames os gajos da TVI para uma reportagem em tua casa, no teu quarto, nua, em cima da cama, demonstrando que o teu corpo está equipado com vagina, ventre e mamas, o que (quase) te capacita para a qualquer momento te tornares mãe de crianças que necessitam aceder ao programa nacional de vacinação... e os incompetentes do serviço de saúde ainda não tinham percebido isso... os gajos são munta ratos!!!
;)))))

Iris R. Costa Barroso disse...

Não digo! Apenas desejo boas férias!

Não imaginas como me solidarizo contigo, quanto à falta de paciência para engonhas.

Um abraço,

Hipatia disse...

Desde que me apareceu uma mala com a asa partida que ganhei o hábito de as proteger nuns enormes preservativos de plástico que, não evitando toda a maleita, lá vão dando algum resultado. Desta vez não será excepção. Ora, estando a bichinha assim bem embrulhada, se desaparecesse mesmo alguma coisa, cheira-me que seria caso de polícia e nem sei bem como reagia se tal acontecesse. É que eu nem tenho mau feitio nem nada... :D

Quanto à legislação - mas faltando saber quando e como será transposta - parece que a UE se prepara para dizer de sua justiça, impondo multas pesadas às companhias de aviação. Obviamente que, como de costume, pagaremos isso numa qualquer taxa de transporte, enquanto as companhias se choram mais um bocadinho. Nada de novo, portanto.

Hipatia disse...

Meu caro Bartolomeu, no meu caso específico não é preciso tirar a roupa para se ver que tenho mamas: elas anunciam-se com antecipação. Os restantes caracteres femininos também ficam bem comprovados se arranjarem maneira de vir pedir qualquer coisinha em fase de PMS. E essa até prova que tenho ovários, útero e afins :D

De qualquer forma e por via das dúvidas continuo metida religiosamente na pastilha diária e essa não lembraram eles de oferecer, ainda que pareça que lá há bastantes para distribuir, desde que não ocorram ao mesmo tempo demasiadas amigas necessitadas em levar num dia a dose do ano.

Hipatia disse...

Melhor não me lembrares mesmo, Inês. É que tem sido por demais :/

Obrigada e um beijinho :)

Anónimo disse...

Mais Vozes

ora bem, caíram pelo menos....
não, não sei mesmo. o que sei é este texto sobre a engonhice está fabuloso, tu escreves bem demais quando estás danada! ehehe!
fabulosa | Homepage | 08.06.09 - 10:42 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Apre para a gaja! Dei-lhe três hipóteses e três tetos máximos para o preço final, bem como os hotéis possíveis e o regime pretendido. Tinha feito a pesquisa toda e bastava dizer-me onde e em que datas havia lugar com tudo incluído e aplicar o desconto a que tenho direito. Não conseguiu fazer nada do que pedi e tentou antes enfiar-me aquilo que lhe interessava ou, ainda mais provável, o que lhe desse menos trabalho. À conta disso, acabo na opção que menos me interessava mas, nesta altura do campeonato, já nem dá para escolher muito mais e, afinal, era opção. Também acabei num hotel melhor por menos 200 aéreos. Vá lá! Não se perdeu tudo…
Hipatia | Homepage | 08.06.09 - 11:30 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Com a Hipatia não se brinca! ehehe!
fabulosa | Homepage | 08.07.09 - 12:03 am | #

--------------------------------------------------------------------------------

Brincar, brinca-se, que até gosto. Não admito é ser comida por lorpa: se me querem comer, que o façam com jeitinho e já agora que mandem antes um gajo por favor
Hipatia | Homepage | 08.07.09 - 7:58 pm | #