2007-09-14

Rotina


Dusanka Badovinac - Dispair


Desdenho este pouco tempo que me sobra, como se fosse farto em horas o dia que mal reconheço; como se não houvesse excesso e a sobra fosse miséria engalanada, assim quase como eu, a correr atrás do tempo e a tentar fazer de conta que o tempo e os quebrados chegam para tudo; como se bastasse aparafusar a cara gaiteira, a caminho de mais um par de rugas e as cãs que não desistem de avançar nesta amazónia de cabelos que me pesam hoje na cabeça que me pesa, quase a sentir-se vazia por entre a enxurrada de informações que não pedi, que nunca peço e o zelo com que as debitam para o meu ar incrédulo, um ouvido ali, outro na conversa da mesa do lado e os olhos que apenas espreitam e já não fixam o que se vai passando do outro lado da rua. Suplico por um pouco de silêncio e não há sequer ruído e fico para ali porque não me apetece apenas a minha companhia silenciosa. E ouço falar de traições e de dor e de desespero e penso apenas como o final do mês ainda está longe e o dinheiro está curto e hoje é 6ª feira e que a vida afinal vai encarreirar na lufa-lufa ordenada, esquizofrénica, sempre à espera do fim-de-semana e do fim do mês, enquanto um ouvido diz que sim se um olho diz que não e me falam de traições e de desespero e eu quero é o silêncio e no silêncio estou apenas eu e já nem sei desesperar enquanto olho lá para longe e me pergunto como estará a lua, como estarão as estrelas e se ainda sobra vontade de ir para a rua mondar os sonhos a ver se há espaço para ser semente de algum sentimento neste espaço vazio, pesado, ocupado apenas de rotina.

10 comentários:

brincalhao179 disse...

escreves bem menina muito bem gosto das tuas ideias

vague disse...

beijinho, Hip'inha :)*

maria_arvore disse...

Fizeste-me sentir o peso da rotina de tal forma que quase me apetece ir dormir. Ai carago, como é que passas assim as sensações para a escrita?... :)

Hipatia disse...

obrigada, brincalhão.

bem-vindo à Voz

Hipatia disse...

Beijinho, Vague :*

Levas-me a Paris?

Hipatia disse...

Sabes, Maria Árvore, tentei explicar este fim-de-semana que tentava adaptar o estilo do texto ao tema. Tentar lá tento, isso é verdade, ainda que não me consiga explicar lá muito bem, lol. Mas fiquei muito orgulhosa deste teu comentário. Será que consigo, afinal? :D

Rui Pedro Lima disse...

Se não passou a mensagem das duas uma: ou o interlocutor está aquém ou tu não te explicaste bem. Vais ter de tentar outra vez.
Quanto às rotinas, todos as temos, por muito que queiramos fugir delas (ou faço os possíveis para não ser prisioneiro).

Hipatia disse...

Evidentemente que se a mensagem não passar a culpa é do emissor :D

I. disse...

Tu andas em baixo de forma, mina...
E quem sou eu para falar. Este texto cola-se-me que nem uma luva de latex...

:****

(a animar! bute! bora!)

Hipatia disse...

Ando mesmo :(

Este regresso ao "work" tem sido foda. E das mal dadas :(((