2011-08-21

Os bigodes estão tão demodé!


Paulo Rodrigues, ASPP/PSP


Era Cavaco Primeiro Ministro (1989) e mandou polícias socarem polícias que queriam apenas o direito que assiste a todos nós de ter um sindicalismo organizado e reconhecido. Não sei se ser uma organização tão recente tem alguma coisa a ver com o caso, mas agora quando o sindicalismo das forças de segurança vai à TV eu fico sempre a pensar que é uma pena não haver mais assim. Penso na presidência do meu sindicato e encolho-me quase de vergonha da aparência com que se apresentam e quando penso nos comentários néscios com que volta e meia nos brindam, evidentemente a léguas da realidade profissional dos trabalhadores que juram defender. E o meu sindicato não costuma aparecer nem nos jornais nem na TV. Depois penso nos que aparecem - com o bigodinhos da FENPROF à cabeça - e acho que os professores estão bem piores do que eu, depois de tanta bojarda em horário nobre para agora se sujeitarem a ter os gajos no topo da carreira sem avaliação e todos os outros a lutarem pelo que resta, sendo avaliados só porque tiveram o azar de nascer depois e sem qualquer garantia de justiça numa avaliação parcial necessariamente inquinada. Para já não falar no fim da avaliação antes das eleições e na forma como voltou em passo de corrida mal a oposição passou a não o ser. E penso que, pelo menos, deviam ter bom aspecto. Basta comparar as figurinhas. É que a "pantalha" não se compadece com as múmias, pois não?.


Mário Nogueira, FENPROF

4 comentários:

Paulo de Abreu e Lima disse...

Verdade. Na USA, pelo menos os sindicatos pagam as greves aos seus trabalhadores. Sem bigodes.

(Pá, não aguento o gajo da Fenprof...)

pé-de-cereja disse...

Por acaso os meus contactos com polícias, sobretudo quando tenho de ir a uma esquadra, têm sido sempre bons (não devo ter ponta de problema com a autoridade, pelos vistos) Ainda a semana passada quando me roubaram o carro e passei quase 2 horas a falar com um polícia achei que ele não podia ter sido mais educado e correcto.
Quanto aos sindicalistas, a minha firme opinião é que muitos deles são «profissionais», sabem de sindicalismo mas perderam o contacto com o dia a dia de quem representam. e não sou só eu a pensar assim, tenho amigos em comissões de trabalhadores que me dizem o mesmo!
.................
Disse muitos deles não quis generalizar, atenção!

Hipatia disse...

Nem eu, Paulo. Estou convencida, aliás, que cada vez que Mário Nogueira aparece na televisão ou nos jornais, os professores perdem apoiantes entre os que têm outra actividade profissional, especialmente se no sector privado. O Palma dos magistrados a mesma coisa, a reclamar pelo que, para muitos, parecem apenas privilégios criminosamente supérfluos. Mas o gajo dos polícias têm um ar tão bem arranjadinho que... Um dia destes, farto dele também. Mas enquanto me lembrar de 1989, não.

Hipatia disse...

Também não tenho tido nada a dizer, Cerejinha. E olha que a única vez que bati de carro por minha culpa foi na traseira da brigada anti-crime à paisana. Foram simpatiquíssimos :D