2005-11-09

Bombons do destino


aqui


Bateram-me na traseira. Coisa habitual, em dias de muita chuva, quando o piso parece visgo e a visibilidade é quase nula. E eu, como sempre, de música aos berros, prestava atenção ao que se passava à direita, à frente e à esquerda, esquecendo que, de um momento para o outro, o meu pobre bichinho podia ser enrabado. E, à entrada de uma rotunda, lá fomos os dois abalroados.

Toda eu tremi, com o tamanho do susto, com o tamanho do som. Pensei-me perto de morrer, enquanto todo o interior do carro se virava e revirava e o pobre bichinho, apesar do travão a fundo, se aventurava uns quantos metros para dentro da rotunda.

Sai do carro a pensar que estava pronto para a sucata. Voltei para dentro do carro porque não me aguentava nas pernas. Ganhei forças e voltei a sair. O homem já lá estava, às voltas dos dois carros: Que o seu não tem nada, só aqui uma amolgadela no pára-choques. O meu é que bateu contra o seu gancho do reboque. Fique calma menina, veja como não é nada.

E fiquei eu a olhar para o homem, pronta para o matar por quase me ter morto do coração e com tamanho alívio que lhe podia saltar ao pescoço e cobri-lo de beijos, por estarmos os dois vivos e pelo pobre do bichinho praticamente incólume.

Tratei de ganhar coragem para perguntar se queria meter aos cabrões dos gajos dos seguros, enquanto recordava como, da última vez que me haviam batido, depois da Seguradora da culpada se disponibilizar a pagar tudo, a minha ex-Seguradora não queria receber, porque não tinha gostado do desenho do acidente.

E o homem, no entretanto, a dizer que não, que preferia pagar logo e que o desculpasse, que tinha ido ao Centro de Emprego tirar a senha e estava a pensar na lua enquanto procurava um lugar para estacionar.

Fiquei com pena. Raios! Um desempregado! E não insisti no seguro, que os merdosos só existem para o chular o pessoal e o coitado não merecia um seguro agravado. Lá fiquei com a matrícula e o telefone e o nome e o BI. Lá dei o telefone e mais a matrícula e mais o nome e mais o BI. E prometi ao homem que iria ao meu mecânico saber da solução mais económica para um pára-choques que parecia nada ter.

Horas depois, sou obrigada a telefonar ao homem para dizer que o pára-choques afinal está partido em 3 sítios, incluindo os suportes. E que, se metesse de origem, eram mais de 150 euros e mão de obra. Perguntei-lhe se queria pagar em duas ou três vezes. Estava mesmo com pena do desgraçado!

Mas o meu mecânico é um santo e arranjou um pára-choques igualzinho e impecável, não sei onde nem como, conseguindo descer o preço da reparação para 70 euros, mão de obra incluída.

Telefonei outra vez ao homem e quase lhe podia sentir o sorriso do outro lado do telefone. Mas ainda perguntei se queria pagar só no fim do mês, quando recebesse o subsídio. Disse-me que não e, no dia seguinte, foi levar-me o dinheiro.

Aconselhei-o a ir ao meu mecânico, para pôr em ordem a óptica ao dependuro. Expliquei-lhe onde era e deixei-o ir à vida dele, ainda com pena e a pensar na minha sorte por ter o meu certinho no final do mês. Pensei que era o fim da história.

Mas, afinal, não foi o fim da história. Hoje, apareceu-me o homem outra vez, com uma caixa de bombons na mão: Menina, venho agradecer-lhe. Agradecer-lhe por ter tido o cuidado de pensar que eu não tinha dinheiro para esbanjar e toda a sua simpatia. E por me ter mandado ao seu mecânico. Estava lá outro cliente que me ofereceu emprego. Começo na Segunda-feira. Ainda bem que bati no seu carro!

E até me vieram as lágrimas aos olhos.

3 comentários:

moStrenGo adamastoR disse...

Há mesmo anjos na tua vida... colegas de profissão! ;-]

Hipatia disse...

Tenho sempre alguns anjos de plantão, é verdade :) Nem sei como ainda têm paciência para mim. O meu mecânico é um anjo, por exemplo. Tendo-lhe eu dito que o homem que me tinha batido no carro estava desempregado, cheira-me que teve dedo dele no facto de um outro cliente ter oferecido emprego com tamanha prontidão. Lembras-te do "Favores em Cadeia"? Às tantas nem é preciso mesmo mais do que isso. Nós é que estamos sempre demasiado distraídos ;-)

Anónimo disse...

Bombons do destino

--------------------------------------------------------------------------------



On : 11/9/2005 6:19:26 PM cap (www) said:


E foi só a ti (o último parágrafo), ó minha tonta!

--------------------------------------------------------------------------------


On : 11/9/2005 6:56:51 PM corpo visível (www) said:


.
diz lá se momentos destes não valem pela vida?
.

--------------------------------------------------------------------------------


On : 11/10/2005 4:55:11 AM Zu (www) said:


A isto se chama uma história de Natal antecipada. Sabê-la verdadeira enche de lágrimas de emoção quaisquer olhos.

--------------------------------------------------------------------------------


On : 11/10/2005 5:16:31 AM Lisa (www) said:


Podia dizer que o destino às vezes acerta, mas não seria verdade. O que aconteceu é que tu, com a tua generosidade, proporcionaste este desfecho! A ti o deves.
E bem bonito o gesto dele.
Olha, também fiquei comovida!

--------------------------------------------------------------------------------


On : 11/10/2005 5:56:34 AM Bastet (www) said:


estúpida, fizeste-me borrar a pintura! Ah, não, pois é, eu não me pinto... é bom conhecer-te!

--------------------------------------------------------------------------------


On : 11/10/2005 6:36:59 AM sofia (www) said:


(mais uma comovida me apresento)
Que história tão bonita e sorte a do senhor
E os bombons... (pelos vistos o sr merecia)
beijinhos

--------------------------------------------------------------------------------


On : 11/10/2005 7:05:40 AM j.p. (www) said:


Porra páeu sou uma gaja mole pá.
Fico contente pelos dois, e sabes que fico.

--------------------------------------------------------------------------------


On : 11/10/2005 7:46:13 AM ikivuku (www) said:




--------------------------------------------------------------------------------


On : 11/10/2005 7:47:31 AM ikivuku (www) said:


Obrigado, Hipatia!

--------------------------------------------------------------------------------


On : 11/10/2005 10:29:25 AM mysticat (www) said:


Porra pah! Que fixe!

que grande história! Ainda há pessoas que se preocupam (tu) e pessoas com a sensatez e delicadeza de reconhecerem essa preocupação no meio de tantos problemas.
Ainda bem que ele te bateu no carro, sim. Tomara todas as batidelas tivessem estes finais.

qd há um trânsito desgraçado e se metem todos a praguejar, acho que o melhor é pensar primeiro: "se foi um acidente, esperemos que seja só chapa..." Nunca se pensa no 'inconveniente' que é alguém ferido ou até morto. O único inconveniente de quem está dentro do carrinho é o pára-arraca... (sei que fugi ao tema, mas isto irrita-me!)

beijinho

--------------------------------------------------------------------------------


On : 11/10/2005 11:30:21 AM sharkinho (www) said:


Eu, que como milhares de pessoas, trabalho nos seguros, enfio essa carapuça de cabrão e de merdoso.
E tu Hipatia, és mecânica?

--------------------------------------------------------------------------------


On : 11/26/2005 9:17:58 AM Pato Marreko (www) said:


Que maneira tens de contar histórias.
Era capaz de estar aqui a yarde toda a ouvir-te e no fim mandava-te mais uma caixa de bom-bons, pelo meu motoristas
Jinhos doces.

Sei que já não vais ler este postalinho mas isso não importa.
Eu estou contente por te ter encontrado

--------------------------------------------------------------------------------


On : 11/26/2005 9:19:55 AM Pato Marreko (www) said:


Que maneira tens de contar histórias.
Era capaz de estar aqui a tarde toda a ouvir-te e no fim mandava-te mais uma caixa de bom-bons, pelo meu motorista
Jinhos doces.

Sei que já não vais ler este postalinho mas isso não importa.
Eu estou contente por te ter encontrado

--------------------------------------------------------------------------------


On : 12/6/2005 6:06:00 PM Hipatia (www) said:


Eu posso chegar atrasada (muito atrasada ), mas leio sempre tudo. Obrigada e bem vindo às Vozes, Pato Marreko

--------------------------------------------------------------------------------


On : 12/7/2005 7:08:04 PM Hipatia (www) said:


Mais Vozes

Que lindo!!!
lilla mig | Homepage | 11.10.05 - 11:19 am | #

--------------------------------------------------------------------------------

Porra. Queres pôr o pessoal na merda?
Ricardo Garcia | Homepage | 11.10.05 - 2:15 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Sabes que mais, Hipatia? Aproveito esta primeria vu«isita para te aconselhar a reforma e partires numa viagem pelo país, sem destino, a bater carros de gente a precisar de ajuda! Um beijinho
alchemist | Homepage | 11.10.05 - 7:46 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Mandaram-me vir aqui ler uma coisa bonita. Fogo!!!!!!!!!!!!!
Também já estou a molhar as teclas!
É caso para dizer "vale a pena ser enrabado"! (salvo seja. que a expressão não é minha)
bj
Palavras em Linha | Homepage | 11.10.05 - 10:17 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------



há males que vem por bem

o teu problema resolvido e acabas por traçar uma linha com destino a um emprego

vão-se os aneis, fiquem os dedos apetece dizer né!
adesenhar | Homepage | 11.10.05 - 10:38 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Acho que já tinha dito que estava a precisar fazer uma pausa. O CommentThis! talvez me tenha dado o resto da desculpa. Ter o blogue a demorar uma eternidade a carregar deixa-me ainda com menos vontade de o abrir; mas apagar as Vozes e todos os comentários que por lá me deixaram não é opção.

Não é a primeira vez que dá uma coisinha má às Vozes. Acho que não será a última. Mas mantenho-me fiel. É o sistema de comentários que mais me agrada e onde está muita da história desta Voz em Fuga. Como sou teimosa, ficam ainda mais esta vez. E peço desculpa pelo transtorno se, por um qualquer acaso, ainda tiverem pachorra para esperar que esta página abra.

Queria ainda dizer que li os vossos comentários. Acho que até deu tempo para ler todos. Mas no entretanto o CommentThis! avariou. E também não sei se teria vontade de responder hoje. Ou sequer amanhã. Mas é impossível não dizer "obrigada". Muito, muito obrigada pela vossa simpatia.

Não sou sequer boa pessoa, nem qualquer espécie de santa. Mas vi em casa o que é estar desempregado e não consigo deixar de me sentir atingida pelo assunto. A minha atitude foi, acho, perfeitamente natural para quem já viu o que custa ficar à espera do subsídio de desemprego, sem quaisquer perspectivas no horizonte. E, sim, o homem teve sorte. Mas isso não teve nada a ver comigo, nem com o meu carro. Mas como nunca gostamos de acasos, temos sempre de encontrar o motivo que faz as coisas acontecerem e ordena de alguma forma o caos fortuito.

Eu, por acaso, andei durante uns dias a dizer mal da vida e de mim, convencida que ia ficar com um calote. Não fiquei e isso agrada-me, mesmo que me envergonhe da falta de fé que tive na honestidade do outro, demonstrada pelas várias vezes em que me arrependi de não ter participado à polícia e ao seguro. Acho que estou demasiado habituada a ser enganada e já me vou fechando a todas as réstias de esperança na honestidade seja de quem for. Este nosso mundo moderno faz-nos mal, não é? Talvez por isso saiba tão bem saber que, algures, algumas histórias ainda têm direito a final feliz.

Não respondo individualmente a ninguém. Desculpem mais esta. Bem sei que não a mereciam. Ainda assim, quero dar as boas vindas à Voz ao Adesenhar e ao Alchemist.

Vamo-nos vendo por aí. Afinal, não vou desaparecer nem mandar a Voz para as estrelas. Vou só encontrar o tantinho de saudade que me faça ter vontade de escrever e, muito particularmente, responder como merecem todos os que se dão ao trabalho de me comentar as luas. No entretanto, pode ser que a dor de barriga do CommentThis! também passe e eu volte a ter as Vozes...

Até já
Hipatia | Homepage | 11.10.05 - 11:11 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Só é possivel no Porto, onde ainda existe alguma humanidade
abf | Homepage | 11.11.05 - 12:14 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

E a mim também! Por ficar contente de saber que foste duas vezes recompensada pela teu cuidado e amabilidade e por saber que ainda há gente honesta e que se porta decentemente. Cá em baixo já tive problemas duas vezes e de uma fiquei a arder com a maquia - não fui eu, mas o carro era o meu o que vai dar ao mesmo. Isto é que é pessoal do nuorte, carago!
Maria | Homepage | 11.11.05 - 5:35 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Beijinho grande hipatia.
às vezes é bom darmos férias ao, blog, ideias, pessoas. às vezes gostava de dar férias a mim mesmo.
Não é preciso ser-se santa, basta ser-se humana! As modernices fazem-nos mal sim, somos os nossos piores inimigos...

fico à espera de um regresso sempre em grande.

até lá, já com saudades!
fil.
mysticat | Homepage | 11.11.05 - 8:25 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Tive de vir aqui às outras vozes, porque as vozes estão a funcionar mal.

Bom, só para dizer que quando tiver em dificuldades, bato-te na traseira... salvo seja....

Mas que é uma história fabulosa lá isso é. E é fantástico sentirmos que acabamos de ajudar alguém. Parabéns por seres como és...

Um beijo miuda
cachucho | Homepage | 11.11.05 - 8:47 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Parece uma história biblica
e deus escreve certo por linhas tortas...

mas é apenas uma história de humanos com bom coração que tem um final feliz

Beijo ao anjo humano na terra
MRF | Homepage | 11.12.05 - 3:21 am | #

--------------------------------------------------------------------------------

que bonito! tudo isto... hipat...isso!
É TÃO RARO VER UM TEXTO ASSIM 'POR AQUI'; A DEIXAR TRANSPARECER SENTIDO DO OUTRO E SEM O ESTAFADO PAPAGUEAR DAS GRANDES SOLIDARIEDADES BANALIZADAS.
parabens, menina! por seres boa e escreveres claro

que bonito tudo isso que fizeste do que te aconteceu!
pirata vermelho | 11.12.05 - 11:36 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

...sendo um conto do nada! sem tema.

(o quotidiano,não é?! como material da escrita...)


PARABENS!
(se me permites a petulância)
pirata vermelho | 11.12.05 - 11:39 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Esta é uma daquelas hostórias em que há males que vêm por bem. E ainda bem que não vais calar as vozes, nem o voz. Porque acabei de chegar aqui e sinto que vou querer ficar mais tempo.
Angela | Homepage | 11.13.05 - 1:21 am | #

--------------------------------------------------------------------------------

Estão todos a tentar que me seja difícil não pôr os pés na Voz, não é? É que fica mesmo complicado não responder a tanta simpatia

Obrigada pelos vossos comentários! Alguns, vistos deste lado, são um tantinho exagerados. Mas sabe bem lê-los

Já agora, Pirata Vermelho e Ângela, bem vindos à Voz em Fuga

(Eu vou ali tentar o meu "até já" mais um bocadinho )
Hipatia | Homepage | 11.13.05 - 2:45 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Ah Hipatia de um raio que me fizeste chorar que nem uma Madalena.

Nem penses que passo sem te ler . Sem ver a tua sensibilidade.

Só te posso desejar muitas batidelas e muitas caixas de bombons, antes que volte a chorar.
maria-arvore | Homepage | 11.14.05 - 4:30 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Fico feliz por ter ajudado a desentupir os teus canais lacrimais

Quanto aos bombons, foram distribuídos pelos colegas. Confesso que não sou apreciadora de chocolate

E vou só passar a escrever "mais devagarinho"
Hipatia | Homepage | 11.14.05 - 6:45 pm | #



--------------------------------------------------------------------------------