2008-11-09

O Muro da Vergonha



Foi a 9 de Novembro de 1989 que o Muro caiu. Terá a minha geração outro dia assim, em que tudo era possível, em que a derrocada de uma parede simbolizava a esperança?

Eu, ingénua, pensei nesse dia que o Futuro tinha mesmo de ser melhor. Não pensei que outros muros eram possíveis, não pensei ver gente esfaimada a praticar o canibalismo para conseguir chegar a esta Europa apenas aparentemente sem muros e a ser de novo recambiada. Não pensei que um dia ia haver um cartão azul que aprisionasse esta Europa dentro das suas paredes. Não pensei que o medo se instalasse ainda.

Naquele dia foi a esperança. Depois veio a realidade. E sei hoje que nunca mais na minha vida vou sentir o mesmo, aquela felicidade sem nexo de quem vive para ver a História acontecer.

2 comentários:

Filipa disse...

para o bem e para o mal a história da Alemanha é das mais fantásticas que existe. É inacreditável prceber certas coisas. Da guerra ao Muro.

Hoje em dia, ainda tanto está por se perceber. Não falo da Alemanha, mas das ditaduras que persistem, dos horrores que são cometidos, dos muros que precisam de ser derrubados... Até quando?

Hipatia disse...

O que me faz mesmo espécie é o tanto que algumas coisas nos entusiasmavam e o quanto somos indiferentes hoje em dia. E talvez seja nessa indiferença que moram todas as coisas que não se entendem.