2007-05-24

Ciclo


Gustav Klimt


A minha avó faz 87 anos no próximo dia 26. Ontem foi operada às cataratas. Antes de sair de casa, estava tão pequenina, tão cheia de medo, que me apeteceu dar-lhe colo. Ao olhar para ela assim, que sempre foi uma mulher tão forte e destemida, senti que um ciclo estava próximo de fechar-se e não gostei nem um bocadinho…

13 comentários:

deep disse...

E nessas situações não deixamos também de nos sentirmos pequenos, porque impotentes, não é?

Não há como seguir o lema: "carpe diem"...

Bom resto de semana.

P.S. Como está a tua avó?

marta disse...

Momeei-te para um prémio. Vai ver, porque penso que vais gostar.

vanus de Blog disse...

Dá-lhe um beijinho meu; sempre é mais um para justificar os mimos.

Hipatia disse...

A minha avó está bem e correu tudo lindamente, apesar da idade e dos diabetes. Mas parecia tão frágil! Ainda parece, mas agora já não tem medo. E já me parece mais ela :))

Obrigada, Deep.

Hipatia disse...

Marta, conseguiste apanhar-me de surpresa :D

Já vi e até já escrevi.

Obrigada!

Hipatia disse...

É verdade, migas: mimo não lhe falta neste momento. Nem gente. Tu, que já viste, penso que consegues imaginar como está aquela casa: os homens foram todos dar uma curva e as mulheres - muitas mulheres - reúnem-se à volta da matriarca :)

Sábado há festa pelo aniversário (e também é dia do loiro)

maria_arvore disse...

Pelos comentários já entendi que felizmente a tua avó está bem e rodeada de mimos. :))) É que a grande vantagem de sermos humanos é que nunca somos impotentes para dar mimos! :)

E se não fôr abuso dá-lhe um beijo meu com o desejo de uma boa recuperação. :)
(É que...imagina... lembrou-me a minha avó do Porto que também tinha diabetes e foi operada às cataratas.)

Hipatia disse...

A tua avó a quem eu, sem bem saber, roubei o nome para escrever uma carta ao Pai Natal?

Sabes, a minha família gira à volta desta avó. Sempre girou. E ela ultimamente envelheceu tanto e tão de repente que até dói. Espero que ao voltar a ver, volte a andar de um lado para o outro, cheia de vontade e energia, como sempre teve.

Mas a verdade é que há uns anos decidimos que a minha outra avó seria operada e, ao sair da operação, ela fez três tromboses seguidas. Os cinco anos seguintes não foram agradáveis :(

Confesso que estava com muito medo. Tanto medo como ela. Só não podia era mostrar...

I. disse...

A minha vó fez 91 primaveras em Março. Já retirou dois carcinomas malignos (pele) e parte de um peito (cancro da mama). Saiu de uma operação delicadíssima e uma anestesia geral rija e fina, recuperou lindamente, e cá anda, apesar de um pouco surda :)

É uma Senhora com letra maiuscula, uma referência de peso na minha vida, pela pessoa que é, pela forma como ultrapassou tantas contrariedades ao longo da sua vida, e sempre com um sorriso e um gesto de carinho para os seus.

Apesar de viver na angústia do aproximar do (inevitável) fim de ciclo, tento aproveitar os momentos em que ainda a tenho comigo. E conservo sempre a sua imagem num cantinho muito especial da minha memória afectiva :)

Acredita que sei o que deves ter sentido.
Ainda bem que a tua vó superou esta prova! E ainda cá te vai acompanhr mais uns bons anos, acredita ;)

Mimos, mimos, que as nossas vós bem merecem. E boas melhoras!

Hipatia disse...

Eu acho tanta piada à minha, que nem fazes ideia :D

Também está um bocado surda, mas não é isso que a impede de querer saber tudo e mais alguma coisa, lol.

E andava tão tristinha com a dieta dos diabetes, coitada! Não a podiam operar enquanto não os controlasse e ela já achava que ia fazer sacrifícios alimentares (sim, porque deixou de poder comer tudo o que gosta) sem contrapartidas. Mas agora até já nem parece importar-se: a ideia de voltar a ver bem está a ser um prémio numa idade em que só mesmo saber aproveitar bem cada momento nos continua a levar em frente. E ela vai. Oh se vai! Se preciso for, a Dª Amélia ainda leva alguns de arrasto :D

Mo disse...

ela vai adorar é passar a ver melhor :-)) sem óculos!

Hipatia disse...

Já está a adorar :)

Bem-vind@ à Voz em Fuga.

Anónimo disse...

Mais Vozes

é... no final da vida os papéis invertem-se... de resto, não penses nisso, o que interessa é que ela cá está.
fábula | | Email | Homepage | 05.24.07 - 3:38 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Correu tudo bem Está tudo bem. Mas doeu-me vê-la tão frágil.

Beijinho
Hipatia | | Email | Homepage | 05.24.07 - 8:26 pm | #