2009-12-28

4ª dimensão



It’s kind of a long distance relationship.

8 comentários:

Lolablue disse...

Um dos meus filmes preferidos :)

Paulo Abreu e Lima disse...

E quando não a podemos controlar, eis que surge a importância da palavra escrita, a que fica. Aliás, fiquei com a estranha sensação que com ela podemos controlar o tempo e viajar por ele. Uma verdade, porventura, lapalissiana, mas que não deixa de ser verdadeira, ora repara: acabo de escrever isto às 1:40 am de 2009.12.29 e tu, a que horas me estás a ler...? Pois!

Paulo Abreu e Lima disse...

Ou seja: escrevi para o futuro e, se me responderes, respondes para o passado.

(Juro que não bebi nada :)

Hipatia disse...

A culpa é do Paulo por estar aqui este post :) Tenho o filme e já não o vejo há muito tempo. Já nem me lembrava dele, confesso. Mas reconheci logo a casa do lago. E agora vou ver onde está o filme, para o rever.

Bem vinda às vozes, Lolablue :)

Hipatia disse...

Já uma vez me apanhaste desprevenida, por conheceres o "um passeio nas nuvens". E agora este :) Meu amigo, da próxima vez que me apetecer um "filme de gaja", vou pedir-te opinião :D

E tens razão, sim. Isto é um meio mediado, onde o tempo de partilha e o tempo de resposta divergem. Mas também por isso não prescindimos dele em função de meios mais fogazes, de velocidade estonteante. Aí, qualquer 4ª dimensão fica contaminada pela velocidade da luz :)

Lolablue disse...

Obrigada pelas boas vindas :)
Mas já "oiço vozes" há muito; só ainda não tinha juntado a minha...
Parabéns pelo teu blogue :)

Lolablue disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Hipatia disse...

Então só me resta esperar que a tua voz fique por cá. Já há demasiadas vozes mudas.

:)