2006-07-01

Antes do jogo






A Portuguesa

Heróis do mar, nobre povo,
Nação valente, imortal,
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memória,
Ó Pátria, sente-se a voz
Dos teus egrégios avós,
Que há-de guiar-te à vitória!
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar,
marchar!

Letra: Henrique Lopes de Mendonça
Música: Alfredo Keil


Porque não há nada mais ridículo do que ver um símbolo ser sistematicamente massacrado…

2 comentários:

corpo visível disse...

.
é um bocado suicida essa cena de marchar contra os canhões... (risos)
.

Hipatia disse...

Seria pedir muito que todos os que resolvem cantar o Hino soubessem a letra?

Pelos vistos, suicida é tentar marcar um penalti ao Ricardo ;-)