2008-01-02

Oily Life




and this is no dream
just my oily life
where the people are alibis
and the street is unfindable for an
entire lifetime

Anne Sexton - 45 Mercy Street



Costumo gostar das mudanças de ano. Na prática, significam quase nada, mas todas as barreiras - até mesmo as barreiras no calendário -, conseguiram sempre despertar o meu lado mais desassossegado, aquele que encontra sempre força e vontade para ser do contra e ir ainda um bocadinho mais além. Mas este ano estou espartilhada entre todas as perspectivas que se abrem e a certeza de que tudo vai apenas continuar. Tirando a parte que ainda vai ficar pior, claro. E até a optimista que vive em mim treme!

4 comentários:

maria_arvore disse...

As perspectivas gerais não são animadoras mas se descobrires algo pessoal que possas mudar já o podes eleger como objectivo do ano. :)

Hipatia disse...

Mudar-me a mim até que nem é o mais difícil. O pior é conseguir adaptar-me a tudo o que, neste momento, vai jogando conta nós :(

claire disse...

Quero te saudar um 2008 aberto,e com todos os seus significados. pode ser?

Hipatia disse...

Pode!

E o mesmo para ti, Claire :)