2010-01-24

Que faríamos então?


(recebida por mail, desconheço a origem)

Pergunto-te o que faríamos, quando os silêncios já movem mundos com a energia que transmitem e um rubor faminto se espalha pelos corpos partilhados. E sinto o teu sorriso dizer-me que sopraríamos sussurros sobre as peles quentes, espantando a madrugada. Então - depois das palavras estarem todas ditas e depois dos olhares coscuvilharem as almas -, construiríamos laços de silêncio.



(repost; mas só do texto)

3 comentários:

Paulo Abreu e Lima disse...

Lido o texto, ou retexto (de há quanto tempo?), fica-nos a foto enviada por e-mail (diz a autora)... A curiosidade é grande: que mais haverá naquela caixa de correio?

Hipatia disse...

14/10/2005

O texto é antigo, mas só o texto. Pode ser sempre repescado se mantiver o sentido.

Mandaste-me alguma mensagem? :P

Hipatia disse...

(lamento pelo teu amigo)