2008-12-16

Dos sorrisos


aqui


Não há como aguentar caras sisudas em permanência. Arrefecem-nos o coração.

4 comentários:

maria_arvore disse...

E se as apagasses do campo visual dos teus olhos?... ;) Elas não merecem o teu sorriso. ;)

Hipatia disse...

Nunca reparaste como estas caras perpetuamente de trombas têm sempre a dimensão de murais?

Noite disse...

E é perigoso, pega-se, a páginas tantas estamos nós sizudos também! Livra!

Hipatia disse...

Pega-se sim, Noite. Como peçonha :(