2008-12-05

Nem o pai morre nem a gente almoça


aqui

O partido comunista português é um anacronismo. Não fosse por breves fogachos pirotécnicos aqui e acolá à conta de meia dúzia de assuntos a que se atrela para continuar a ter tempo de antena, sobra-lhe um discurso cadavérico, um corpo teórico em decomposição e uma estrutura moribunda que impede que se adapte ao Mundo, mesmo quando rebusca a cassete. Agora anda de arrasto dos professores. Antes andou de arrasto de qualquer assunto que desse jeito. É um cadáver que não desencarna porque não pode; porque nele vegeta quem só sabe aquilo, quem sempre soube só aquilo, quem vive de um passado mistificado que nunca existiu. É por isso também que quem discorda nem que seja levemente acaba expulso. Mas dá um certo colorido à democracia participativa – como um Santana Lopes, um Paulo Portas ou um Alberto João Jardim –, mesmo que democracia participativa e comunismo se saiba há muito que na prática não convivem bem. E depois têm aquele jornal que larga umas larachas e uma festa uma vez por ano cada vez mais parecida com um concerto de Verão e um Campo Pequeno meio cheio e uns quantos lugares no Parlamento onde fazem a sua parte no circo. Não são, realmente, uma alternativa para nada. E a minha geração que viu o Muro de Berlim ir abaixo, o Nicolae Ceauşescu ser assassinado, o folhetim Fidel, os Khmer Vermelhos criminosos e olha agora com desdém para a Coreia do Norte e afins, pensa no PC como uma coisa que apenas está ali, faz muito barulho de vez em quando e não concretiza nada. Uma espécie de bibelô em casa da tia-avó, datado, empoeirado, sem serventia real. Só não se parte e deita fora porque faz parte dos bibelôs de família. E eu também tenho desses, obviamente, que descendo em linha directa de um comunista daqueles que até lutaram mesmo contra qualquer coisa e pagaram caro as suas escolhas. Mas hoje só nos sobram uns comunistinhas de pacotilha, agarrados a um discurso mofado e sem terem uma ideia de fundo que se prove alternativa viável na política contemporânea. A tal política que continuou a evoluir – com e à conta do Mundo que não pára – enquanto o PC mumificava nos seus dogmas ou roncava nas bancadas.

3 comentários:

info-excluído@pessoa disse...

O PC é como um fóssil de um dinossauro em exposição num museu.
Está preso por arames e só porque, de vez em quando, vê passar um tigre-dentes-de-sabre embalsamado pensa que a era dos mamíferos acabou e que os grandes répteis vão voltar a dominar o mundo.
Aliás, já nem pensa isso, mas não o quer admitir a si próprio.

Hipatia disse...

Talvez seja mesmo uma questão de não lhes ser possível admitir o fóssil em que se transformaram. E, quando dei com a fotografia deste delegado a dormir durante o congresso, foi exactamente disso que me lembrei: aqueles discursos já foram repetidos tantas vezes que mofaram e se tornaram um soporífero que nem quem tem o cartão e a quota paga aguenta já.

Anónimo disse...

Mais Vozes

São como os católicos... poucos mas bons!
Não vivem neste mundo!
mfc | | Email | Homepage | 12.06.08 - 6:27 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Às vezes parece que o combóio já passou e eles ainda nem chegaram à estação.
Hipatia | | Email | Homepage | 12.06.08 - 6:32 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

E era necessário ir à madeira para encontrar gente a dormir num parlamento ? sem discordar de tudo o que afirmas gostaria de te questionar a respeito do dito retrato. Escolheste o soneca pela raridade da situação ou somente pelo vermelho da camisola do senhor? Sem querer ser mauzinho acredito q a raridade o sono na bancada vermelha foi o motivo da tua atenção. Eu sei q o normal nas outra bancadas é os senhores ficarem na caminha, só q são tantas as imagens de sonolentos deputados que esta só poderá ter importância pela raridade

Falta uma coisa importante no teu texto. Falta dizer que os comunas sem governar tem sido apontados como causa de todas as desgraças deste país nos anos de democracia ( como vez sempre servem para alguma coisa )e talvez te falte dizer que no meio de muitas das verdades que aqui expões ,no meio daquela gente envelhecida e caquéctica existe gente honesta e com princípios, coisa essa que noutros bancadas talvez não seja fácil de encontrar . podias acrescentar também uma coisita positiva par desenjoar do sabor a fel que nas tuas linhas está impresso . podias dizer q daquele partido os seus votantes sabem o q de lá vem

Quanto à tua opinião ( confusão) sobre a festa penso q seja apenas má vontade . Se um dia desejares sou gajo para te mostrar que não tens razão
frogas | | 12.09.08 - 12:05 am | #

--------------------------------------------------------------------------------

Se fosse gente a dormir no Parlamento, Froguinhas, não tinha nem metade da piada Era a dormir durante o Congresso do PC no Campo Pequeno. Nem os jovens comunistas aguentam aqueles discursos acordados, lol! E não há fel, há uma constatação: o Mundo mudou e o PC não. O facto de continuar a elogiar regimes como o da Coreia do Norte seria o suficiente para mim para nem chegar a entender porque ainda há gente que insiste em manter-se fiel a um Partido que está caduco.
Hipatia | | Email | Homepage | 12.09.08 - 9:12 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Essa de reconhecer regimes é coisa que dá para vários lados não achas camarada ? é claro que ao PC a coisa não fica bem, só q o tal de PC sofre de todas as influencias deste mundo merdoso de modo idêntico aos outros partidos deste nosso parlamento . Reconhecimentos e palmadinhas nas costas de ditadores é coisinha q muito provavelmente já viste noutras camisolas . A verdade é que no PC a coisa incomoda mais ( e a mim também).
Quanto ao estar caduco teremos de esperar para ver o resultado das próximas eleições na questão dos inconvenientes aconselharia uma visita a alguns jornais antigos para poderes comparar os números de militantes expulsos nas diversas bancadas ( é claro q estou a fazer recurso á memoria e naõ estou para me dar ao trabalho de comparar)
Não nos vamos esquecer daquele partido onde até as fotos são expulsas

Falemos mais a sério do teu fel : porque não te incomoda de igual modo as excelentes relações com países do tipo arábia saudita onde as mulheres são tratadas abaixo de cão, isto para não falar da justiça e das amputações . já viste algum partido dos democráticos a criticar os senhores? será que Portugal não tem óptimas relações com essa gente do piiiiiiiiiiiiiiiiiitrolio ?

Bem! desses teus comentário reaccionários eu ainda te posso desculpar o que não te desculpo é dizeres mal da festa mai linda festa do universo( creio que a do partido comunista francês é maior )
frogas | | 12.09.08 - 10:46 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

E para q não fiquem duvidas, eu nem sou militante do PC ,nem um votante fiel . nestas como noutras coisas continuo a preferir um pateta sério e honesto, a um espertalhão troca tintas .
Para bem da verdade até talvez seja mais social democrata em termos ideológicos do q a maioria daqueles q o dizem ser
frogas | | 12.09.08 - 10:56 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Ah! Já percebi! O problema foi o que eu disse da festita
Hipatia | | Email | Homepage | 12.09.08 - 11:48 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Na festa quando temos fogo de artificio a coisa funciona, para bem da verdade funciona tudo naquela festa Na festa até as barraquinhas do norte ( e não são poucas ) funcionam ás mil maravilhas .

E a resposta é não, o q irrita mesmo é o fel
frogas | | 12.10.08 - 5:43 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

E tu a dares-lhe com o fel! Não é fel: é uma constatação, ainda por cima cheia de desencanto. Mas, se queres fel, atenta verdadeiramente num qualquer discurso de Jerónimo de Sousa.
Hipatia | | Email | Homepage | 12.11.08 - 6:11 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

O desencanto implica que já tenha existo algum encanto ? na, na acredito.

quanto ao conselho prefiro o de Almeirim ,que é, segundo dizem ,o q tem mais vinho.
frogas | | 12.11.08 - 9:11 pm | #