2008-12-23

Que fodam!

.

«Precisamos de qualquer coisa como uma ecologia do Homem. Não se trata de uma metafísica superada se a Igreja fala da natureza do ser humano como homem e mulher e pede que esta ordem da criação seja respeitada. As florestas tropicais merecem, sim, a nossa protecção. Mas não a merece menos o Homem como criatura na qual está inscrita uma mensagem que não significa contradição da nossa liberdade, mas a sua condição.»

Bento XVI, citado aqui



Um Mundo do além onde teríamos essa tal de felicidade garantida, sentaditos numa nuvem muito branca, a ouvir salmos e cânticos celestiais e a gramar com uma putice de um sem assunto que faria qualquer um sonhar antes com o Purgatório, é dos cenários mais bizarros que consigo imaginar. Aliás, estou convencida que Deus – se existe mesmo – nos deu em alternativa à promessa do dogma e à pasmaceira da nuvem a capacidade de viver plenamente enquanto ser vivo sexuado e hedonista. Nesta forma como fomos criados – se fomos de facto criados por Deus – temos em nós a necessidade natural de dar umas valentes fodas, cheias de endorfinas e amassos e lambidelas, ou mesmo umas mordidelas se for o caso. Dai resulta que se virmos o homem integrado no seu ecossistema e na sua biologia e se assumirmos que nada criado por Deus é contra-natura – porque Deus é por defeito incapaz de criar obra com defeito –, resta-nos, ecologicamente falando, esta prodigiosa capacidade de achar que um gajo que se veste de branco com sapato vermelho Ferrari e que diz que nunca fodeu é um idiota chapado, mais chapado ainda que qualquer florzinha tropical, incapaz de cumprir ou sequer entender os desígnios da divindade. E se não há obra divina com defeito, então nada pode ser contra-natura. Por isso, que fodam muito e muitas vezes, homens com homens, homens com mulheres, mulheres com mulheres e até com recurso a meios alternativos à base de látex, com e sem pilhas. Que deixem os bichos em paz, no entanto, para não dar cabo da ecologia. E que seja consensual, pois está claro, que nestas coisas das fodas já nos basta que sejam as religiões a tentarem impor o legal e o certo por decreto e a darem tempo de antena a caramelos de branco com sapato vermelho Ferrari que nos tentam foder apenas o juízo.

5 comentários:

Bartolomeu disse...

A espiga toda Hip, e que condiciona a vidinha a todo e qualquer seguidor da tua "doutrina" e dá alguma força à do tal gajo de branco e sapatito de "ir-ao-figo", é a do laçarote murmelho.
Realmente se o sangue não nos fervilhasse nas veias e o "malho" não desatasse às marradinhas sempre que lhe cheira a gretâme... isto era um marásmo de ir às lágrimas. O porrâme todo é a cabeça de cima lembrar-se de "empacotar" a cabeça de baixo na altura do afundanço. Prática que não está completamente de acordo com os cânones do gajo do sapatuchu-ferrari e do cachucho no dedâme.
Aquilo que verdadeiramente me causa uma grande azia, é não conseguir encaixar na cornadura, o princípio apostólico do manfio, mais da parrecada e bispalhada que lhe gravita à volta. Até à altura em que o Altíssimo nos mandou o filho e o rapaz deu vista, vida e andar a alguns, consigo chegar. Consi chegar tambem até ao ponto em que uns cagarolas dos tomates o crucificaram. Chego tambem até onde Ele ressuscitou, é uma premissa que se encuadra perfeitamente na conjuntura. Agora, que um grupo de mânfios com vozinhas de panascas camuflados, se aperaltem em vestes confeccionadas de finíssimos tecidos debruadas a ouro, vivam em palácios, rodeados de toda a riqueza, se façam deslocar em limuzines e outras cenas e ainda tenham a lata de afirmar que representam Deus na terra e que são os "chefes" da igreja de Cristo... isso é demais para o meu entendimento.
É que, das duas uma, ou eles representam um outro cristo, ou então precisam de ser Cristianizados.

Hipatia disse...

"Bem prega frei Tomás; façam o que ele diz, mas não o que ele faz."

É isto, não é? E ainda há agora aquela perseguição toda a possíveis seminaristas homossexuais, depois de darem guarida e protegerem não sei quantos pedófilos. Ou as tretas dos "afilhados" que os padres sempre gostaram de coleccionar. Ou este cutucar dos fundamentalistas islâmicos com baptismos e conversões. Ou os negócios sujos do Banco do Vaticano. Ou a quantidade de vezes em que se misturaram de forma nociva com traficâncias bem terrenas. E as suspeitas de envolvimento com os nazis do gajo do sapato vermelho ferrari que até dá para explicar muita coisa se atendermos à doutrinação. E, e, e. São cada vez mais "e" e há cada vez menos pachorra. Acho que, de facto, estariam a precisar de uma cristianização. Mas duvido que aconteça: com tantos anos de tropelias e podendo mandar no dogma, a que verdadeiro cristão ainda reconhecerão legitimidade?

maria_arvore disse...

Ora!... O bentinho embonecado só quer legitimar a sua protecção sobre nós. Só que como não pode usar chapéu à Al Capone usa a nova moda da ecologia. ;)

Hipatia disse...

Li algures que há uma profecia que afirma que depois deste só haverá mais um Papa. E já nem estranho: Bento XVI tem-se esforçado consideravelmente para acabar com o respeito que João Paulo II tinha reconquistado para a ICAR. E a Igreja, assim reconduzida à época das trevas, acabará sem serventia para quem, mesmo que continue a acreditar num caminho cristão para a fé, o passará a fazer sem a mediação de gente a quem não reconhecerá qualquer valor. Este Papa dantesco, deve achar bem que se continuem a enforcar homossexuais pelo Mundo fora. Deve ser por isso que, junto da ONU e da sua proposta para descriminalizar a homossexualidade, o Estado do Vaticano foi o anacronismo da Europa, o único estado que alinhou pela bitola fundamentalista. E pergunto-me quantos católicos moderados continuarão a aceitar a representação espiritual que este cromo pretende ser.

Anónimo disse...

Se não fossem os prejuízos que o chumbo das pilhas podem causar à natureza estaria inteiramente de acordo.

Não sei porquê mas gosto mais de te ler quando temperas os textos com muito vinagre
frogas | | 12.24.08 - 12:35 am | #

--------------------------------------------------------------------------------

Vinagre? Deve ser. Cada vez que este Papa se sai com mais uma imbecilidade é mesmo um gosto avinagrado que nos sobra
Hipatia | | Email | Homepage | 12.24.08 - 3:52 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Uma coisa eu tenho como certa, para mim o que os distingue uns dos outros só pode mesmo ser a cor dos sapatos . Não era este que tinha umas certas ligações a um certo colégio na Áustria ? mas repara que é educadinho, pede desculpas em americano quando já nada mais lhe restava para fazer. E não nos devemos esquecer q recebeu os pais da menina mais famosa do Algarve.
frogas | | 12.25.08 - 11:52 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Eles como näo podem foder mais nada... resta-lhes foder o nosso juízo.

DEmorei algum tempo mas postei agora uma imagem sobre este papa...

Convido-as a visitar e comentar...

Beijos
Adoa | | Email | Homepage | 12.26.08 - 7:38 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Ah!, mas a farda do colégio era pardacenta e as intenções que anuncia desde que se sentou no sítio onde antes estava a pedra e agora está um calhau têm muito pouco de pardacentas.
Hipatia | | Email | Homepage | 12.28.08 - 4:18 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Adoa, não tenho em mim um graminha que seja de homossexualidade. E, no entanto, penso ter em mim muito de humanista. Isso quer dizer que, realmente, não distingo ninguém em função de caracteres que considero “naturais”, como a cor da pele, ou a orientação sexual. Sou, no entanto, violentamente anti qualquer coisa que me cheire a fundamentalismo, especialmente discursos fóbicos alicerçados em premissas de carácter religioso. Cada vez que olho para a História, só vejo maus resultados como consequência da construção desse tipo de pensamento e as suas duvidosas aplicações práticas. Depois, quem não fode (ou diz que não o faz) não deveria nunca ter direito a botar faladura sobre a natureza ou naturalidade ou a ecologia das fodas dos outros.
Hipatia | | Email | Homepage | 12.28.08 - 4:22 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Hipatia, concordo absolutamente contigo! O facto de eu ser lésbica é apenas uma parte de mim, se fosse heterossexual seria o mesmo. Seria demasiado monótono se o Mundo ou melhor, os seus habitantes pensassem, agissem, etc., todos da mesma forma. Depois, se Deus existe, para que se preocuparia ele com o facto de haverem guerras de ninguém se respeitar, de muita gente passar fome enquanto outros jogam ao lixo montes de comida, etc, etc, etc.

O problema é que temos de abrir os olhos para pessoas que säo líderes para muita gente quese torna cega às suas palavras. E aqui deixamos de ter apenas um líder louco para termos milhares de loucos... è que se Hitler näo tivesse seguidores ele e as suas ideias näo teriam vingado...

Na realidade falta ao Mundo (seus habitantes...) muitas fodas... assim, todos satisfeitos, nem se preocupariam com as fodas dos outros e a vida seria bem mais leve. Mas é como se vê e dizia John Lennon: Neste Mundo temos de nos econder para fazer Amor enquanto se faz guerra à vista de todos. (+-)
Adoa | | Email | Homepage | 01.04.09 - 5:32 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Isso mesmo: quem fode (bem) anda demasiado satisfeito para ter de se dedicar a dar cabo de outros
Hipatia | | Email | Homepage | 01.04.09 - 9:35 pm | #