2008-12-29

Uma mesa de cozinha


aqui


.

Há muitos anos atrás, a miga e eu estávamos on-line ao mesmo tempo no MSN enquanto aconteciam as coisas que depois íamos comentar, ou escrevendo posts, ou alucinando nas caixas de comentários dos outros. E também aconteceu que as duas fabricamos um nick masculino e nos dedicamos a dar cabo do juízo de outras amigas, por quem esse nick desenvolveu paixões assolapadas. E recordo especialmente o que era andar na net de braço bem dado com a miga, a rir das mesmas coisas, a estrebuchar com os mesmos disparates, a falar a sério de vez em quando. Mas, muito particularmente, do tanto de divertido que era desconstruir a par a seriedade das coisas.

Há dias em que me pesa a saudade desses tempos. É que, como quase sempre, o tempo passado acaba dourado em demasia e só sobram as coisas boas.

E, no entanto, não nos perdemos. Apesar de tanto e tanto. Apesar da distância. Apesar de tudo. E é por isso que, tantas vezes, me imagino sentada na mesa da cozinha em casa dela, as duas a disparatar juntas, chegando a conclusões tantas vezes demasiado parecidas para as voltas tão diferentes que levaram.

Ela diz que começamos pelo fim. Talvez seja verdade. Mas para mim começamos realmente num abraço apertado. E esse abraço é onde me fico. Há lá coisa mais fantástica do que nos sabermos pertença de outros braços?

Parabéns, miga.

13 comentários:

vanus disse...

Lol, já nem me lembrava desse gajo que inventámos, vendia batatas ou coisa assim, não era? Também já nem me lembrava desta música :)

De facto já passaram quase 8 anos, e aquela altura tinha um encanto especial porque além de ainda acreditarmos em muitas coisas nos divertiamos à brava, e é isso que acho que hoje deixámos de fazer, usar isto para nos divertirmos e por isso isto às vezes nos parece tão pesado, tão sério. Ou talvez porque cada vez mais o façamos sozinhos... como bem sabes o dois é sempre o primeiro número :p e as metades não se equilibram bem ;))

Obrigada, e a mesa continua cá, no mesmo lugar :))
beijo

mfc disse...

Que marota me saíste!

Hipatia disse...

Quais batatas! Então não te lembras que nós éramos tão à frente que até já tínhamos o nosso " Joe, the plumber"?

Vê lá se te lembras melhor assim:

"Pois já cheguei a modos que de motarde. Desculpainde entrar assim já pelas vossas fuças adentro e logo pejadinho de reclamas, mas estam-me a modos que todas atracadinhas. Primeiros: Anibal Love a minha princesa mais que tudo, e logo que a modos de vestidinho vermelho... epah! Que pêro! Vos já sabendes que eu sou Toirão e do Glorioso, mais que tudo, seis milhões Benfica. Uma princesa de vermelho e ai eu fico logo a espumar todo. Segundos: a modos que não gostei que a princesa mais que tudo se fizesse ao piso ao outro caramelo,o tal de pê mê rê. Ele era cumvite para jantar, e para tirar o casaquinho e para ir para o jacuze com ela. Mas qué la isso. Aquela princesa a modos que num jacuze so se fosse cá com o Van, não avia água que não borbulhasse, sim que aqui o je se á coisa que precebe é de canalizações e jorros. Não gostei, não senhora.(...)"

Ainbal Van, reparações ao domicílio"

Hipatia disse...

A miga e eu juntas? Éramos do pior, lol. Houve quem chegasse a jurar que éramos gémeas e tudo, mfc :D

vanus disse...

Podes crer, é que não me lembrava mesmo :D estava a imaginar um tipo numa carripana daquelas de 3 rodas azuis e a vender coisas :))
mas não havia uma rose tb, uma cena que era "rose ao jacuze já!"?

estava a milhas, realmente :)

Filipa disse...

ahaha :)

Parabéns vanus!!

Capricorn rocks! ;)

beijinhos e bom 09!

Hipatia disse...

O Van queria ir vender coiratos para a praça sony na vanette :D E era a Rô, não era a Rose. E, sim, metia jacuzzi também :D

(e não penses que não vi ali a coisa do dois; mas como hoje fazes anos...)

Hipatia disse...

Só para avisar a menina que se segue que o Blogger agora deixa agendar posts ;-)

Toze disse...

Há lá coisa mais fantástica do que nos sabermos pertença de outros braços?

Não, não há !

Hipatia disse...

Acho que as nossas noções do que é importante são sempre relativas. Para mim, saber-me capaz de abraçar e ser abraçada, se querer e ser querida, de ter amigos e conseguir manter as amizades, é essencial. E acho que tens umas prioridades parecidas com as minhas, não é?

vanus disse...

Obrigada, Filipa. Ser capricórnio é um dom ;) Beijinho e bom 2009 também


Hipatia, não me lembro nada dessas coisas, foi tudo para um lugar desconhecido :)))

Hipatia disse...

Ah! A memória selectiva.

eheheh

Anónimo disse...

Mais Vozes

Minha amiga as maldades mesmo as mais divertidas e inocentes nem ás paredes se confessam .
frogas | 12.29.08 - 10:05 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Depois deste tempo todo - e confessadas há muito a todos os interessados - já podem ser escritas no recato das minhas caixas de comentários e até mesmo em post
Hipatia | Homepage | 12.29.08 - 10:27 pm | #