2008-04-07

Oh caraças!


aqui

Não gosto de pombos, não gosto de pombos e não gosto de pombos. Embora seja um facto mais que avaliado na minha vida, estes ratos de asas insistem em preseguir-me para onde quer que vá e acabam por me fazer sentir, que pombos e eu, é um facto inalterável.


Já tinha contado que atropelei uma pomba? Pois foi! A fulana esqueceu-se de atravessar na passadeira e, pior, esqueceu-se de levantar voo. Mas a culpa, na verdade, foi da Vanus. Sim, que eu posso confessar o crime, mas não me esqueço de levar os cúmplices comigo!

17 comentários:

vanus disse...

Do cumplice à culpa vai uma grande distância, olha lá...

è que é preciso ter cá uma lata, mas era eu que ia a conduzir? fui eu que deixei o pombo com a cabeça para um lado e o corpo a rolar para o outro, com as penas todas a esvoaçarem?
Eu até disse: que horror!... :D

Hipatia disse...

E eu ainda não tinha acabado o post, lol. Vê lá agora como ficou :)))

(tive de ir mergulhar nos teus arquivos; lembrava-me tão bem do post que não o sabia tão antigo, lol)

vanus disse...

Bem... que traiçoeira, agora meteste aí uma citação minha à má fila, só para que todos pensem que a culpa foi minha.

Estou inocente, eu juro!
Foi ela que matou o pombo e ainda se riu à brava, e disse que aquela morte era em minha honra... logo um pombinho tão queridinho....

Hipatia disse...

E tu nem disseste nem nada "passa-lhe por cima". Nada! Até passaste a gostar de ratos com asas num instante. Falsa!

:P

vanus disse...

Eu? Eu disse "trava já", coitadinhos dos animais que não fazem mal a ninguém :P

Hipatia disse...

Era na tua terra. Tinha de ser na tua terra, lol. E pensas que alguém vai acreditar que não ficaste feliz por ser menos um a entrar-te janela dentro?

vanus disse...

Bem, isso já é outra coisa... mas tenho medo que eles se venham vingar em mim, ainda para mais tu a tribuir-me as culpa; esses gajos estão em todo o lado...

Hipatia disse...

Claro que estão em todo o lado. Até já estão a ler as 12 lições para te cagarem em cima :D

Emiele disse...

Sempre tive receio que um deles não levantasse voo, mas nunca aconteceu. O meu filho costuma gritar «Oh mãe olha o pombo!» e eu respondo sempre «Aquilo voa, não te rales, não vou travar a fundo por causa dele...»
Afinal, podem mesmo não voar.

É que um ou dois, até acho bonito, não tenho a vossa fobia, mas nas cidades é uma praga, mas que praga! E há quem os alimente... Eu alimentava-os era com pílulas contraceptivas.

TheOldMan disse...

Tenho que me por a pau ou vocês ainda matam todos os pombos de Blog. Mas como felizmente essa espécie só existe em Almada, estou safo.

De qualquer modo preparem-se para a retaliação; aquilo deixa nódoa à brava (e acho que eles não gostam de pessoas).

;-)

I. disse...

São gosmentos, piolhosos, uns ratos com asas. Argh. E estão em todo o lado, aqui em Lisboa, e há sempre uma velha maluca que os alimenta...

E hoje, na rua da minha garagem lá estava um feito panqueca no macadame. De tão gordos e anafados nem levantam voo quando se aproxima um carro, os totós. Não sei como nunca passei um a ferro, sinceramente. Ah, eu travo, é verdade. Porque me dá nojo ter pombo esmagado no pneu, é por isso.

(a câmara dá de comer aos pombos, um milho tratado com anti-concepcional, a ver se eles não se reproduzem mais...mas se o pessoal os alimenta, não há controlo possível!)

The F Word disse...

A criminalidade está completamente fora de controle... é o que é... :)

Hipatia disse...

Pois, era suposto voarem, Emiele. Este estava nas calmas a atravessar a rua. O amigo levantou voo, ele foi voando para o céu das pombinhas :D

Hipatia disse...

Com o que já choveu entretanto e os quilómetros que fiz, há muito que qualquer resquício de pomba da mourolândia já foi para o galheiro, Old Man.

Mas não há mal em relação aos pombos de Blog: da próxima vez que for ai pego na miga e damos um saltinho à outra banda ;-)

Hipatia disse...

eheheh

Eu confesso que não travei :) Mas também nunca travo por causa de um pombo. Se fosse aqui no Porto e alguém me batesse na traseira por eu travar a fundo à conta de um pombo, acho que ainda levava um enxerto de porrada, lol

Além do mais, a miga tinha dito para o passar a ferro e assim... :D

Hipatia disse...

Uma mulher já não pode descer a Sul que vira logo criminosa, é o que é ;-)

Anónimo disse...

Mais Vozes

Nunca atropelei uma Pomba !

Mas felizmente não tenho razões para tal, as bemditas Pombas têm me levado às nuvens...


Toze | | Homepage | 04.08.08 - 2:51 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Ah, mas esta era uma pomba do Sul, Tozé. Só podia, certo?


Hipatia | | Email | Homepage | 04.09.08 - 7:11 pm | #