2009-04-01

Procissão dos Passos

.

...D. Ilídio Leandro (...) defendeu (...) que quem tem uma vida sexual activa tem “obrigação moral de se prevenir e não provocar a doença na outra pessoa. O bispo disse ainda que “aqui, o preservativo não somente é aconselhável como poderá ser eticamente obrigatório”.


(...)


Também ontem D. Manuel Clemente (...) defendeu que (...) o preservativo é “um expediente” que poderá ter “o seu cabimento nalguns casos”.


(...)


Já a semana passada o bispo das Forças Armadas, D. Januário Torgal Ferreira, defendeu que “proibir o preservativo é consentir na morte de muitas pessoas”


in, Público


E depois aparecem o Bispo de Viseu e o Bispo do Porto e o Bispo das Forças Armadas...

5 comentários:

maria_arvore disse...

Parece um roque de bispos para fazer mate ao Papa. ;)

Ou eles pensam que a praxis é o único critério de verdade. ;)

Filipa disse...

ui.. o despertar da batina.

Medo!!

Hipatia disse...

eheheh

Mas li algures que o Papa ainda está a estudar a próxima jogada ;-)

Hipatia disse...

São mesmo muitas saias ao barulho. Normalmente não dá bom resultado ;-)

Anónimo disse...

Mais Vozes

A mim dá-me mais jeito o discurso do papa e do seguidor lá do Brasil . estes vira casacas metem-me algum medo
frogas | | 04.01.09 - 11:19 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Se escalpelizarmos muitos dos discursos destes Bispos, encontramos uma forte ligação à tradição e ao dogma. Não são nenhuns revolucionários, obviamente. Mas, de qualquer forma, parecem-me estar muito mais em sintonia com o que se passa no Mundo do que o Papa e, isso, não me pode parecer mau sinal.
Hipatia | | Email | Homepage | 04.02.09 - 8:33 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

A mim parece-me que eles cheiraram a derrota e só por isso mudaram o modo de papaguear a respeito do modo dos outros se comportarem . também me cheira que dentro daquelas cabecinhas nada mudou, apenas a constatação de que estão a perder freguesia lhes suaviza o discurso . No fundo, hoje como sempre, são os números que os guiam na direcção do bom senso e, sendo este o motivo da sua tolerância continuo a preferir a patética absurda e nojenta posição daquele que manda em toda a igreja .

E é bom não nos esquecer-mos que neste caso como noutros a posição a ter em conta é aquela de quem na realidade manda . No meu entender este tipo de declarações não passam de jogos de cintura adequados a uma realidade que lhes é de todo impossível contornarem .

A posição oficial da igreja é a de repudiar o uso do preservativo e está é aquela que na realidade conta .
frogas | | 04.03.09 - 4:45 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Só te vi hoje o comentário. E, sabes, estes três homens são profundamente ortodoxos, não vale esquecê-lo. Estão muito longe de qualquer posição com que eu consiga concordar em relação à maioria dos temas que são alvo de dogmas da ICAR. E, no entanto, conseguem dentro da sua ortodoxia dar um passo em frente e ter uma posição que, de forma talvez abusiva, considero mais racional do que qualquer discurso deste Papa que nos calhou em rifa. E, sim, talvez consigam mais fiéis: afinal, não se limitam a empurrá-los para a borda do prato dos hereges, pecadores recorrentes ou excomungados. Quando há abertura, há diálogo. Só por isso, merecem-me bem mais respeito do que muitos outros. Incluindo o Papa.
Hipatia | | Email | Homepage | 05.12.09 - 5:38 pm | #