2004-11-09

Enxaquecas

São dores de cabeça recorrentes, uni ou bilaterais, acompanhadas de náuseas, vómitos, fotofobia (sensibilidade à luz), distúrbios visuais ou auditivos, possuindo a característica de durarem de minutos a horas ou mesmo dias. Ocorre mais frequentemente em mulheres jovens. Se os distúrbios visuais (escotomas, flashes de luz) ou auditivos ocorrerem antes da cefaleia, chama-se enxaqueca com aura, sem estes sintomas, enxaqueca sem aura.

Mais informação
aqui.


São dores brutais. Ando assim há uma semana. A constipação não tem ajudado, como é óbvio. Mas as variações de humor também não e a falta se sono ainda menos. Pelo menos acabei de descobrir que tenho aura. Ou, pelo menos, a minha enxaqueca tem...

É um círculo vicioso: não durmo porque me dói a cabeça e ainda fico com mais dores de cabeça por não ter dormido. Tenho frio por causa da febre e ligo o aquecimento. Mas o aquecimento, depois do antipirético fazer efeito, faz-me calor, o que me provoca mais dores de cabeça. Vai daí, ando às voltas na cama e não durmo. E a enxaqueca vem, terrífica, acabar com todo o sossego que ainda me pudesse sobrar.

Pareço um mocho cego pela luz. Pareço uma toupeira de olhos entreabertos. Penso que quem sofre de enxaquecas saberá bem do que falo, como cada raio de luz parece uma agulha a entrar-nos olhos dentro e a alojar-se nas nossas têmporas. E como todo o barulho quase nos provoca vómitos, como uma simples voz nos pode fazer náuseas.

Odeio estas enxaquecas terríveis, permanentes, que volta e meia se instalam na minha vida. Já tentei de tudo, ou quase tudo, desde as massagens às doses cavalares de comprimidos. Mas não passam. Dizem-me que é da rinite alérgica e que não há nada a fazer. Apetece-se sempre matar o médico quando se lembra de me dizer isso. E, na volta, sai-se com um "leve mais estes comprimidos" (claro que não comparticipados que é para o mau humor extrapolar depois da saída da farmácia) "que vai ver que lhe dão algum alívio". Alívio momentâneo, talvez. O resto do tempo continuo uma toupeira...

Isso faz com que ande num estado permanente de fadiga. Fadiga entranhada, um cansaço profundo. E eu, quando estou cansada, fico mal disposta. Só que a má disposição também me provoca dores de cabeça...

Vou mas é dormir...

13 comentários:

filipa disse...

Bolas...
eu há um ano que não sei o que é isso.
felizmente.
Mas não me esqueço das dores terriveis. São tão fortes que nem se tem força para nos levantarmos para ir tomar um comprimido.
As minhas eram especiais: herdadas da mãe que também sofria horrores. Era das enxaquecas raras, ficava sem conseguir ver, sem conseguir falar e perdia a sensibilidade nas mãos... Depois eram os vómitos e não interessa se temos ou não comida no estômago... saem as entranhas se for preciso!
É muito violento e arrasador. E um pânico constante: "espero que agora na época de frequencias/ exames/festas de anos/treta qqr não tenha enxaquecas..." Limita mto!
O ano passado mudou tudo. Fui operada ao coração.
Dizem que não tem nada a ver o cú com as calças. EU acho que tem tudo a ver. Desde então nunca mais tive enxaquecas...

Beijinhos e força.

filipa disse...

back again.
perdão pelo spam...
no caso das minhas enxaquecas - que também são com aura - o grave nem são as dores, é a impotência, o não conseguir comunicar, os vómitos, o não ver. Vendo bem é TUDO! A dor depois da crise apenas anuncia que a tempestade passou. Até um próximo assalto...

Hipatia disse...

Olá e volta sempre que quiseres e abusa o quanto te apetecer :)

Pronto, já está dito ;)

Agora, no que toca às ditas cujas... Penso que as minhas não chegam a ser tão brutais como eram as tuas, nem sequer tão incapacintantes. Consigo - com grande esforço, admito - manter a vida mais ou menos normal, mesmo tendo de fugir para lugares escuros. Os colegas já sabem como fico e dão algum apoio, pelo que até posso ir trabalhar. Mas é terrível. Acontece-me pelo Outono e pela Primavera e, no meu caso, parecem mesmo estar associadas à rinite alérgica e à sinusite.

Não sei se te acontecia, mas só estou bem em silêncio e no escuro. Até o écran do computador me faz confusão. E os faróis dos carros, à noite, agoniam-me horrivelmente.

Espero que as minhas também passem um dia. Dizem-me que as enxaquecas têm tendência a aligeirar com a idade, pelo que sempre há vantagens no envelhecimento. Mas não sei. Sei é que, não importa a causa, desde que elas passem eu fico satisfeita :)

Já tive dores de muito tipo e sempre há alguém que diz que não há nada pior que a dor de dentes. Ora a mim também já me doeram os dentes, pelo que posso sempre dizer que só vale falar depois de experimentar viver com uma enxaqueca durante uns dias. É que nos acaba por doer tudo, desde a cabeça à alma. E a fadiga da dor e do cansaço geral instala-se em nós por muito mais tempo...

Não desejo este mal a ninguém e espero, sinceramente, que nunca mais tenhas de conviver com uma enxaqueca na tua vida.

:*

filipa disse...

Pronto. vou abusar sim sra!

Humm Rinite alérgica... as termas não funcionam? era uma hipótese.

Isso de viver no escuro é típico :) computador, televisao, até o telémovel faz confusão!

E realmente, eu tenho 22 anos, mas não me parece que até ao fim da minha vida vá ter dores mais fortes que tinha com as crises de enxaqueca. Acho que nem as de parto superam! (isto dito pela minha mãe!) ;)

beijinhos e força que uma pessoa irritada não vai a lado nenhum. Só piora e não é por aí que se resolve. Era bom...

Hipatia disse...

Passou :))) Nem quero acreditar no alívio que sinto ;)

Beijinho

iris disse...

Eu tenho enxaquecas com aura desde dos meus treze anos.tantas e tantas vezes que tive que faltar as aulas por causa disso...felizmente tendem a passar e ja nao as tenho tantas as vezes como tinha....mas acho que nem é bom lembrar os sintomas...
beijinhos para todas as jovens que sabem,infelizmente, o que isto é.

srmm_18@hotmail.com disse...

oi Boa tarde.
sao dores horriveis bem digo eu porque sei o que sofro.
é muito dificil estar horas e horas sem ver, vomitar, e nao ter forças para me segurar em pé, com isto tudo vou parar ao hospital e quando recupero a visão so sei que me encontro num estádo pessimo, é horrivel.
os médicos dizem que é enxaquecas com aura, mas o que me preocupa mais é ter de faltar as aulas, e quando volto nao tenho cabeça para estar, so me apetece estar mun sitio sussegado, é complicado recuperar a matéria ainda mais na Universidade.
As vezes penso se vou conseguir acabar o meu curso de Medicina, outras ja nem kero saber de nada.
Só espero que istas dores insuportáveis acabem, estou farta de dexar a minha vida para traz.
Beijos e boa sorte para todos.
Sara

Ana disse...

Olá, são quase 5h da manhã e ando desesperada na net á procura de uma cura milagrosa e repentina para as minhas enxaquecas...Por incrivel que pareça, sofro com quase todos os sintomas menos com a sensibilidade á luz (mesmo no auge da crise não me faz diferença), dá para perceber estou arrasada com dores e estou ao computador a navegar na net... e foi assim que vim parar ao teu blog e ao comentário sobre este assunto, gostei e vou dar mais uma voltinha por aqui. Até breve.

Açucena disse...

Olá a Todas!!

Estava neste momento nas minhas pesquisas na internet, qd me deparei c este blog e tomei a liberdade de contar-vos um pouco da minha história no que toca a este "mundo de terror" que tem como nome MIGRÂNEA.
Antes de qualquer outro comentário, peço desculpa por "entrar" assim no blog, no entanto espero poder partilhar experiências.
Tenho 26 anos, desde os 18 que tenho problemas de saúde...Um dia acordei com a mão completamente dormente, foi progredindo para o resto do corpo, braço, lingua, boca, cabeça, por momentos não conseguia falar, articular nenhuma palavra, estava confusa, ao fim de uns minutos os sintomas passaram ficando apenas uma grande dor de cabeça. Desde essa altura corri todo o tipo de médicos e esse tipo de "ataques" começaram a ser piores acabando sempre no hospital. No inicio pensava sempre que estava a ter um Avc, embora a situação acabasse sempre por reverter.
Ainda que esporadicamente, os ataques foram piorando, começando as dormências e formigueiros pela perna, percorrendo todo o lado direito até chegar à cabeça, mtas vezes nem conseguia dizer o meu nome tal era a dor de cabeça e a confusão...
Ao fim de varios anos sem saber o que tinha, de varias especialidades, exames, diagnósticos, o neurologista onde estou agora concluiu q sofro de um tipo de Migranea (enxaqueca) com aura, genética e hereditária ( o meu pai e avó tbm têm ou tiveram sintomas mto semelhantes).
Por momentos pensaram que sofria de um tipo de epilepsia, mas a ressonancia magnética não revelou nada. Embora por momentos o meu cérebro sofra ( durante esses ataques) descargas eléctricas, o que tenho mesmo é isso, enxaqueca c aura!
Já tomei vários antiepiléticos porque estes ajudam na profilaxia da enxaqueca ( prevenção medicamentosa) e qd tenho dores de cabeça mto fortes tomo o Almogran.
Apesar de toda esta agonia, tbm sofro de Fibromialgia, mas isso já seria outro capitulo e penso que já me prolonguei demasiado.
Apesar de nem sempre ter este ataques, tenho c mta frequência dores de cabeça, nauseas, e não suporto a luz...
É uma realidade bem triste e mtas vezes incapacitante, mas temos de pensar q a vida tbm tem alegrias e nem tudo é dor e sofrimento. Existe sempre alguém pior do que nós e por isso mesmo devemos ser solidários e acima de tudo nunca perder a força e a esperança!
um beijinho e "Carpe diem" !! * *

Anónimo disse...

Ola! Desculpa a invasão..
Sei bem o que isso é e o que tenho passado ao longo dos anos.. No inicio começei a ver tudo desfocado, assustei tudo e todos por nao saberem o que era...fiz exames atras de exames..corri médicos..finalmente descobri: enxaqueca com aura ou enxaqueca oftalmologica...como lhe quiserem chamar... Fiquei meia que paranoica..imaginava qual o proximo local inospito onde a visao desfocada, os disturbios da fala e os formigueiros constantes iriam acabar comigo. Alguns anos se passaram, agora com 17 anos sei lidar melhor com a situação embora os nervos sempre tomem conta de mim nesses momentos. Solução? só uma...dormir e esperar que passe.. No entanto e aqueles que sofrem sabem-no bem, mesmo que sofucados pela frustação não desistam, há pessoas em situações vem piores que a nossa, que não contam com o factor reversibilidade. Sigam com a vida pra frente, não deixem que a enxaqueca vos domine, lutem e confiem afinal..Deus é fiel, nunca desampara ;) bjs

Anónimo disse...

Olá !
Que fique bem calro, minha intenção e vontade real é de contribuir para ajudar como tem acontecido com muitos que me buscaram.
O que vou expor aqui, por favor não entendam como um comercial. Trata-se de uma revolução na terapêutica da dor.
Não quero que creiam em mim, mas por favor não deixe de testar. Para não sobrecarregar este espaço que respeito, deixarei o nome de um site que gostaria que visitassem, pois pode ser a diferença em tudo o que buscaram para aliviar suas dores de cabeça seja lá os nomes que tiverem.
Pode ter um terapeuta pertinho de você para lhe mostrar e aplicar.
Grato pelo seu precioso tempo.
Site: WWW.KATYKI.COM.BR
José Antonio
0xx15-3222-6170 Sorocaba SP

Vitor disse...

amigos e amigas. minha namorada ta com essa enxaqueca com aura. mas pesquisando descobri que pode ser resolvida com a correção do forame oval patente. uma cirurgia cardiaca de medio porte. minha cunhada fez e resolveu. procurem no google por isso que vao encontrar casos e pesquisas esclarecendo a questao.

boa sorte a todos

Anónimo disse...

Boa noite o melhor é chá de limao e aquecer debaixo dos lençois.comigo resulta.