2008-02-21

Paz




Começou por ser um símbolo a pedir o desarmamento nuclear. A sua força estendeu-se rapidamente para outras áreas. Hoje, o símbolo que Gerald Holtom criou em 1958 é um dos mais reconhecíveis de toda a iconografia inconformista de quem apenas quer um Mundo melhor. Tem meio século e é uma criança ainda. É nosso para levar em direcção ao futuro.

Paz!

5 comentários:

TheOldMan disse...

Também é o símbolo de marketing mais usado e rentável a seguir ao retrato do Che.

Safa-se a ideia inicial e já não é mau.

;-)

Hipatia disse...

Todos os ícons acabam explorados ao ponto de alguns perderem toda a valia. E, no entanto, talvez por ingenuidade, continuo a ver beleza neste e naquilo que acabou - mal ou bem - por simbolizar.

maria_arvore disse...

Enquanto houver uma voz que queira protestar contra a guerra fará sentido. :)

Hipatia disse...

Claro :)

Anónimo disse...

Mais Vozes

não há meio de haver Paz, infelizmente as pessoas querem sempre qualquer coisa e inventam desculpas para a guerra...
não sabia a história do símbolo, foi bom aprender...
fábula | | Email | Homepage | 02.21.08 - 6:26 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Mas enquanto há tantos a fazerem a guerra, haverá sempre alguém a levantar um símbolo que a tenta combater. Pode nem dar em nada, mas a vontade e a acção são sempre bem melhores do que a apatia
Hipatia | | Email | Homepage | 02.21.08 - 9:36 pm | #