2005-03-03

Mãos

Com mãos se faz a paz se faz a guerra.
Com mãos tudo se faz e se desfaz.
Com mãos se faz o poema – e são de terra.
Com mãos se faz a guerra – e são a paz.

Com mãos se rasga o mar. Com mãos se lavra.
Não são de pedras estas casas mas
de mãos. E estão no futuro e na palavra
as mãos que são o canto e são as armas.

E cravam-se no Tempo como farpas
as mãos que vês nas coisas transformadas.
Folhas que vão no vento: verdes harpas.

De mãos é cada flor cada cidade.
Ninguém pode vencer estas espadas:
nas tuas mãos começa a liberdade.

Manuel Alegre


Gosto de mãos. Muito. Tenho um fascínio absoluto por mãos bonitas. Pelos gestos com que nos mimam, entremeados nas palavras, ou porque nos mimam mesmo.

Gosto de um discurso onde as mãos falam, completam o indizível. Gosto de dedos longos, unhas cuidadas, mãos macias com a temperatura certa, que se juntam às nossas sem qualquer réstia de moleza, balofice, ou aquela humidade conspurcadora de suores empedernidos.

Gosto da ideia da mão que trabalha, que segura, que aperta. Da mão que agride, que afaga. Gosto da ideia da mão que tecla, que faz a ponte, entre o que sentimos, imaginamos, e as teclas onde depomos tanto de nós.

Gosto quando me perco numa conversa por entre os bailados dos gestos sugestivos, do não dito, do que só a postura do corpo sabe dizer, quando as palavras mentem ou se perdem ou se omitem.

Gosto de mãos, como gosto de olhos. De os ter defronte a mim, para entre eles deixar bailar a minha intuição e, concluir no fim, se gosto de alguém, se posso gostar de alguém.

Gosto de mãos porque me inspiram, porque me respiram, porque começo a medir o mundo também pelo tacto. Gosto de mãos porque são refúgio e são identidade, todas diferentes, todas fascinantes.

Estas são as minhas mãos. Deixo-as aqui em baixo. Esticadas, procuram os amigos; crispadas, tentam acalmar as minhas fúrias. Elas são o princípio de mim e também onde me findo. São o instrumento da pesquisa e o depositário das conclusões.

Não estão abertas. Não se franqueiam as mãos a qualquer um. Mas estão ai. Para um primeiro passo, para apontar um caminho.

As minhas mãos, que me fornecem gestos, os gestos com que completo o meu discurso. As mãos que, com um sorriso, ou uma expressão de olhos, nos alargam os horizontes para fora das palavras. As palavras, sempre tão impotentes, onde, tantas vezes, se incendeiam reacções em cadeia.

Deixo-vos ai as minhas mãos. Só isso. E fico de fora (ou quase) do mundo das palavras hoje. Talvez porque ontem li demais...


mãos Posted by Hello

3 comentários:

Vera Cymbron disse...

Obrigada pelas palavras carinhosas...as tuas são sempre muito importantes!
Jinhos

Hipatia disse...

Blue, às vezes tenho pena de me ser tão penoso comentar-te mais. Mas costumas acertar com temas que me doem particularmente de alguma forma. Mas leio-te e sinto-te e quero que saibas que, mesmo sem comentar, não dispenso a minha visita diária às tuas palavras.

Beijinho grande

Hipatia disse...

On : 3/3/2005 1:19:01 PM sharkinho (www) said:

Ora bolas. Tenho que deixar de roer as unhas...


On : 3/3/2005 1:54:46 PM Diálogos Interactivos (www) said:

Eu, não sei se é defeito se é feitio, tenho o hábito de gesticular muito com as mãos enquanto falo. É obvio que enquanto dou á lingua nem me apercebo do desenhos que as mãos formam no espaço, mas não me importo que me chamem a atenção por esse facto , sou assim e pronto. Tenham umas mãos compridas,com dedos longos, dizem que de artista. de facto em tempos até fiz uns desenhos interessantes e até pintei umas telas a óleo que estiveram em exposição e diziam as pessoas menos instruidas nestas coisas da arte: _Abençoadas mãos- como se fossem as mãos as responsáveis pelo nosso talento. Sei de pintores que pintam com os pés ou com a boca e revelam grande talento, mas apesar disso sou dos que considero que as mãos revelam traços da nossa personalidade tanto através do seu formato (morfologia) como através da eloquência gestual. Digamos que é , pegando num termo informático o nosso principal output criativo . já me estiquei!!
Beijinhos


On : 3/3/2005 2:02:14 PM Diálogos Interactivos (www) said:

Já agora quanto ao gesto da fotografia ehehe, pode sugerir várias coisas e atendendo ao especial feitio, pronto já estão a desligar os computadores .Atá amnha.
beijo


On : 3/3/2005 2:05:03 PM Mar (www) said:

Sempre adorei este poema do M Alegre...e também sou como tu em relação às mãos, longas, de dedos esguios...e curiosamente hoje tenho andado com uma frase que fala de mãos na cabeça. E de carícias. ;-)

Obrigada por nos dares a mão(s)...:-)


On : 3/3/2005 2:12:06 PM vanus de Blog (www) said:

Lol Sharkinho, nem sabes como me fizeste rir agora

Bom texto Hipatia, embora eu não goste muito do poema inicial, acabei por me afeiçoar a ele


On : 3/3/2005 5:50:57 PM (www) said:

Tenho um fascínio por mãos. Mãos finas e elegantes de dedos longos, bem tratadas. Mãos femininas magras e macias. Mãos frias e branquinhas. Mãos mais frias do que as minhas. Mãos e pés. Pés elegantes e finos como as mãos. Mas quanto a pés sou mais 'esquisito'. De mãos e pés, tudo bem, mas depois também os olhos me fascinam, e os lábios. Olhos...não digo. Lábios ..também não. Não posso dizer tudo sobr as minhas preferências! Mas não gosto nada é de poemas do Manuel Alegre. Talvez mau gosto, mas é o meu.
Mas continuo a gostar de mãos 'bonitas'...e gosto da foto...


On : 3/3/2005 5:51:45 PM ocidental-acidental (www) said:

Tenho um fascínio por mãos. Mãos finas e elegantes de dedos longos, bem tratadas. Mãos femininas magras e macias. Mãos frias e branquinhas. Mãos mais frias do que as minhas. Mãos e pés. Pés elegantes e finos como as mãos. Mas quanto a pés sou mais 'esquisito'. De mãos e pés, tudo bem, mas depois também os olhos me fascinam, e os lábios. Olhos...não digo. Lábios ..também não. Não posso dizer tudo sobr as minhas preferências! Mas não gosto nada é de poemas do Manuel Alegre. Talvez mau gosto, mas é o meu.
Mas continuo a gostar de mãos 'bonitas'...e gosto da foto...


On : 3/3/2005 6:29:32 PM corpo visível (www) said:

Há mãos de facto apetecíveis!
Quero morder-te as mãos...


On : 3/3/2005 9:33:51 PM Cromo (www) said:

Vá...Vá, as minhas (mãos) são boas.....vá....quero estar no Sabado no Porto e conhecer essa gente toda....com ou sem as minhas mãos....vá....sim! assim! descaradamente....

P.S-» da-me 1 toque daqui a pouco, tipo 14h, boa? é que so saio do Job tipo 5 da matina....

beijos.


On : 3/4/2005 6:22:04 AM Ricardo Garcia (www) said:

Não irias gostar das minhas... são só cicatrizes de arranhadelas.


On : 3/4/2005 8:12:25 AM Caliope (www) said:

Ohh...
Os meus amigos adoram as minhas mãos... Dizem eles que são as mãos mais bonitas que já viram.. Eu sorrio, embora saiba que é um exagero... Quem é que já viu as mãos todas do mundo? Ninguém... Excepto talvez Deus... Mas como não sei se Deus existe, eu bem.... hã? hum..... O post era sobre o quê?
EHEHEH

Olha... Tens as minhas mãos........ e os meus braços.... E com eles aqui te deixo um grande xi-coração e um beijinho muito querido

Beijinhos


On : 3/4/2005 10:12:25 AM vague (www) said:

Um belo texto, sim senhora d. Hipatia. A menina escreve para fora ou é só aqui? ;)

Há uns tempos estava numa esplanada com uns amigos e munida da máq. fotográfica comecei a tirar fotos às mãos das pessoas q estavam na mesa. O resultado foi bom, modéstia à parte. Já qto à minha mão, ninguém conseguiu encontrar-lhe a alma .
Tirei eu própria uma foto à minha mão, q hei-de colocar no blog, qdo me entender com as fotos

Isto é mais um desafio teu?
Mãos. Amam, beijam, contornam rostos e sorrisos, agridem. Matam (este não é um post erótico)


On : 3/4/2005 10:24:58 AM duende (www) said:

Gosto de mãos, como sabes. Num homem é a primeira coisa em que reparo. Ou vá lá, a segunda porque primeiro tenho que olhar para ele inteiro. Não gosto é desse poema do Manuel Alegre. Porque não concordo com o que transmite. Não é das mãos que sai a liberdade, mas do querer, da vontade, da força que o caracter dá às mãos que não passam de instrumentos, ao fim e ao cabo. Mas é bem verdade que as mãos revelam muito sobre as pessoas. E é muitas vezes em função delas que faço escolhas.


On : 3/4/2005 11:59:22 AM Hipatia (www) said:

Agora estragaste tudo, Sharkinho. E até já tenho a D. Vanus ali em baixo às gargalhadas... Unhas ruídas? Aibailhamedeus! Um tubarão que é tubarão não rói as barbatanas.

(Pronto, admito! É a maior das minhas pancas: só a ideia de uma mão daquelas com umas unhas tão ruídas que já nem existem me tocar..... blargh!!!!! É superior a mim. Fujo só para não ter de cumprimentar...)


On : 3/4/2005 12:01:50 PM Hipatia (www) said:

Diálogos, mas tu sabes ler as mãos? Diz-me tudo! Conta-me o que as minhas te disseram. Fiquei tão curiosa...

(mas diz para o e-mail )



E, já agora, com tantos elogios, porque raios deixaste de pintar? Ninguém começa a fazer nada de forma perfeita e poucos artistas foram génios que não tiveram de domar o próprio talento...


On : 3/4/2005 12:03:16 PM Hipatia (www) said:

Dar uma mão, estender uma mão, segurar outra com carinho e solicitude, são todos gestos que pressupõem disponibilidade para o outro, Mar. E eu disso gosto


On : 3/4/2005 12:08:06 PM Hipatia (www) said:

Pois! Tinhas que estar para aí às gargalhadas, não é D. Vanus? Grunft! A cada um a sua panca e eu também tenho direito à minha

Não escolhi o poema do Manuel Alegre só por falar de mãos. Aliás, foi ao lembrar-me do poema do Manuel Alegre que resolvi escrever o post. Chama-se "o canto e as armas", não é? E eu tinha andado a ler demasiadas armas e muito poucos cantos por esta blogoesfera fora. Demasiadas armas engatilhadas, prontas a disparar e muito poucos com abertura para, simplesmente, abrirem as mãos num gesto feito canto.

Beijo


On : 3/4/2005 12:11:14 PM Hipatia (www) said:

Tanta gente sem gostar do poema do Manuel Alegre!

Ora, Ocidental, não sei porque é que não havias de revelar tudo Neste blogue, ultimamente, andamos todos muito naturalistas E um fetiche com pés parece-me tão prometedor ali para a secção comPILAções


On : 3/4/2005 12:16:39 PM Hipatia (www) said:

Ui! Que violência, Corpo Visível

Mas há mesmo algumas que apetece comer...


On : 3/4/2005 12:18:30 PM Hipatia (www) said:

Mas que gente toda queres tu conhecer, Crominho ? E afinal quando avisas se vens ou não?

Mas porque é que sou sempre a última a saber quando vens pôr as mãos na Invicta? E eu ainda por cima gosto de mãos boas cumpridoras de promessas...


On : 3/4/2005 12:19:55 PM Hipatia (www) said:

Ricardo, já disse várias vezes por esta casa (e também por outras) que gosto de cicatrizes. Nunca gostei de coisas sem mácula, intocadas... outra mania


On : 3/4/2005 12:22:23 PM Hipatia (www) said:

Para ti, Caliope, as minhas mãos estão abertas. Já há algum tempo. E, sabes, se ali o Crominho me respondesse aos telefonemas e me dissesse se vem ou não à Invicta, eu ainda estava capaz de o convencer a trazer-me uma "encomenda": tu! Para irmos dar aquelas voltas e arejar as cabeças demasiado no ar

Mas parece que sou sempre como "o" da história: o último a saber


On : 3/4/2005 12:27:07 PM Hipatia (www) said:

Pode ser mais um desafio, sim senhora, Dª Vague Afinal, eu escrevo e a menina promove os desafios. Da última vez, deu excelentes resultados .

Ainda não te entendeste com o Hello? Ou nem sequer o instalaste? (Bendito Hello que me deu "coragem" para primeiro te comentar )

O meu problema com as fotos é mais ainda não ter comprado a máquina certa... Mas acho que resolvo isso para a semana: finalmente vem o que me deviam Até o meu bolinhas vai ter pneus novos, que há muito que estava a precisar de meias-solas


On : 3/4/2005 12:34:06 PM Hipatia (www) said:

A mente pensa, percepciona, idealiza, imagina... mas é a mão que executa. Talvez por isso eu goste da ideia do Manuel Alegre quando diz que é nelas que começa a liberdade. Por uma coisa que disse no meu texto: elas são onde começamos e também onde findamos, o primeiro gesto. E, como já tentei explicar ali em cima na resposta à Vanus, este "O Canto e as Armas" veio a propósito de uma certa pandemia que também comentaste lá no teu. Não saiu lá muito explícito mas eu nunca prometi que seria sempre clara e objectiva com as minhas palavras. É que as minhas mãos também sabem, muita vez, dizer bem mais do que os simples fonemas que pronuncio, ou as letras que alinho nesta página.

(E claro que faço como tu: primeiro vamos abordar o "petisco" por inteiro e só depois particularizamos a questão. A esse nível, confesso que tenho, na estrutura de hierarquias das particularizações, quatro temas empatados: olhos, mãos, rabos (se ele está de costas, o que fazer?...) e o pézinho de gesso )


On : 3/4/2005 1:25:46 PM vague (www) said:

Foi o Hello que nos apresentou?;)

Não foi o Aristides de Sousa Mendes?


On : 3/4/2005 2:08:01 PM Hipatia (www) said:

Eu fui primeiro visitar-te para te explicar como havias de pôr fotos Tu deves ter ficado curiosa e vieste espreitar cá e encontraste o Münch. Depois desse é que metemos conversa com o Aristides


On : 3/4/2005 2:43:33 PM Caliope (www) said:

Olha, e de que cor queres tu o laçarote?
Por mim, gosto de azul. Se bem que o cor-de-rosa é próprio das meninas ... Hum.... Hum.... Agora até as amigas me consderam um objecto???!!! Isto está a ficar espinhoso LOLOL


On : 3/4/2005 3:24:32 PM duende (www) said:

Minha querida Hipatia, é preciso não esquecer que nem sempre é a mão que executa. Como diz e muito bem lá em cima o Diálogos há quem tenha a infelicidade de não as ter e msmo assim execute igualmente.


On : 3/4/2005 4:51:27 PM Hipatia (www) said:

Um objecto? E de lacinho? Aibailhamedeus! Tu não me confundas. m'lher! Se for para chegar cá a casa qualquer objecto de lacinho azul, pelo menos que tenha barba e mais algumas coisas que tu tens em falta

(vinhas, se o "gaijo" me dissesse alguma coisa?)


On : 3/4/2005 4:52:52 PM Hipatia (www) said:

Estás a falar de pés, Duende? É que, se estás, aconselho-te a ler a resposta que eu dei (em nosso nome ) ao Sharkinho ali no post abaixo


On : 3/4/2005 4:57:08 PM duende (www) said:

lololol. Não consigo é enxotar o diabo da mosca.


On : 3/4/2005 5:24:19 PM Hipatia (www) said:

Pois


On : 3/4/2005 6:05:42 PM Caliope (www) said:

epá!
Isso dos "se" já sabes que eu tenho trauma
LOL convida e logo vês



On : 3/4/2005 6:29:19 PM Hipatia (www) said:

É que o cromo largou a bomba ali em cima, mas depois deu de frosques...

Mas estás convidada! E se fosse lá mais para o fim do mês? Pode ser que apanhes uma festa


On : 3/4/2005 7:14:07 PM Caliope (www) said:

FESTAS? Gosto pouco, gosto!!!!
Estou nessa!!!!!
Há alguém muito querida que vai soprar umas velinhas. Começa a pensar em desejos... é um por cada velinha

O cromo anda para aqui a atirar barro à parede LOLOL


On : 3/4/2005 8:11:04 PM Hipatia (www) said:

Ora bolas! Fui ver o calendário...

A Igreja Católica sabotou-me a festa de anos


On : 3/5/2005 2:47:30 PM (www) said:

Bem Hipatia, não disse que tinha um fetiche com pés, nem com lábios (ehhh!) nem outras coisas. Não tenho fetiches sexuais. Tenho é atração por pés bonitos elegantes. É mais uma coisa artística. Quanto a olhos, gosto de algumas 'cores', mas o mais importante é a 'profundidade' a que eles me cnduzem. A boa,á outra coisa, mais...do plano sensual, sexual...ehhh. Não digo mais! E gosto de lábios grossos, mas tb de outros, sei lá!


On : 3/5/2005 3:49:59 PM Hipatia (www) said:

Perdeste outra vez o nick

A sorte é que já sei que és tua, até pela forma como me levas a sério todas as provocações

Beijo, Ocidental


On : 3/5/2005 3:51:01 PM Hipatia (www) said:

"que és tu"

... queria eu dizer