2006-04-26

Irra!


aqui


Deve ser muito subversivo propalar a defesa da felicidade e do conhecimento. Aliás, todas as épocas mostraram-nos isso mesmo: conhecimento é poder, um poder roubado a quem gosta e quer manter o próprio poder. E a fórmula mais básica para impedir essa fuga do poder dos punhos de uns quantos, está no medo, está na culpa. Ora, nem o medo nem a culpa, que a cultura judaico-cristã impôs em todos nós, lidam bem com qualquer resquício de felicidade. É suposto sermos filhos de um Deus castigador e castrador e irmãos de um outro Deus flagelado. A pomba acho que só lá esteve sempre para enganar...

5 comentários:

Uxka disse...

Esse deus foi fabricado por Homens que se arvoraram em deus. Deus, qualquer que seja a sua forma, é criatividade, humor, força, amor. Medo e culpa são conceitos estranhos e contrários mas fazem parte de nós como pele e sangue desde há tanto, tanto tempo que nem conseguimos ver em nós quem realmente somos e o que podemos fazer. E enquanto não descobrimos, vivemos, blogamos.

Folha de Chá disse...

Quem transmite uma imagem assim de Deus, é quem pretende obter o controlo através do medo e de conceitos como pecado e culpa. Infelizmente, há quem se deixe dominar por estes medos.

Hipatia disse...

Meninas, andei a ler umas tretas. E, quando assim acontece, o blogue é que paga, já que venho desabafar da minha irritação para a Voz.

E, sim, Uxca, nunca tive dúvidas de que o Deus que nos apresentam as religiões - especialmente as 3 grandes religiões monoteístas - é um Deus fabricado. Mas irrita-me o que se pode alegar e/ou fazer em nome de uma construção.

E, não, Folha de Chá, não são casos isolados. Todas as religiões, bem mais do que o "religar" (juntar, reunir) da origem da palavra, sempre se encarregaram de controlar os rebanhos com base nos instintos mais primitivos, não vá o rebanho encontrar pastos mais apetecíveis.

maria_arvore disse...

Se o poder não movesse as religiões, não necessitavam de hierarquias...

Hipatia disse...

Nem se jogava a boa vontade dos crentes pelas bitolas dos pecados...