2006-03-29

E agora que te digo, J.P.?


aqui

Nunca gostei de flores de estufa, fabricadas em laboratório. Gosto das flores vivas, imperfeitas, a pintalgar os campos de cor nos inícios da Primavera: livres, breves, perfeitas nas suas imperfeições naturais. E os campos da tua terra por estas alturas do ano são um dos meus paraísos favoritos, onde tudo é possível, tudo volta a ser novo, tudo renasce. Até a esperança.

Obrigada!

2 comentários:

jp disse...

as flores da minha terra são tuas, que ainda há pouco tempo mostrei aos meus filhos como se faziam dançarinas com elas.
A minha terraAlentejo agora está um mimo,devias ir lá espreitar.
E não digas nada,cheira-as que cheiram a liberdade.

Hipatia disse...

E também me cheiram sempre a Portugal, no mais bonito que ele tem e que, tão facilmente, desdenhamos. É sempre tão mais fácil só dizer mal...