2009-05-28

hmm...

aqui


«Na deliberação, o Conselho Regulador considerou "verificada, à luz da análise efectuada, a possibilidade de a TVI ter posto em causa o respeito pela presunção de inocência dos visados nas notícias (tal como resulta do artigo 14.º, n.º 2, alínea c) do Estatuto do Jornalista)"»

ERC, 28/05/2009

13 comentários:

PreDatado disse...

Nesta última sexta-feira não vi o jornal da TVI mas na anterior os primeiros 26 minutos foram a bater no PM. Foi um exagero. Parecia um tempo de antena da oposição. Pior porque os tempos de antena são 10 minutos de cada vez.

Emiele disse...

Até que enfim!!!
Reconheço que não ouço a TVI.
Mas esta é uma das razões. Detesto aquele «jornalismo», para mim é o 'tabloide' em ecrã.

Bartolomeu disse...

Quécedezer, foi preciso o Marinho fuder a Manela a frio e ao vivo para os encolhidinhos saltarem todos a terreiro!?
Isto continua a ser um país de frouxos caráças.
Por mais voltas que o sacana do carrocel dê, vamos sempre marrar com os cornos na mesma evidência... neste país sou existiram 3 gajos com os colhões verdadeiramente negros e no sítio: Viriato, Afonso Henriques e Sebastião José.

Hipatia disse...

Eu nunca vejo, Pré, excepto quando todos falam de alguma coisa em específico e vou à cata a ver de ainda consigo ver, como neste último caso com Marinho Pinto. Mas ontem dei-me ao trabalho de ler o "Relatório de visionamento e análise das referidas peças jornalísticas" e… bem, ainda é pior do que supunha. De qualquer forma, deve já andar por ai gente a dizer que é censura e coisa e tal e que a ERC está é a fazer o jeito ao Governo e assim. Mas o que me espanta é, atendendo ao que li, terem sido precisas denúncias. Eu não vejo a TVI porque, de facto, não gosto e não faço fretes. Mas pensei que fosse trabalho da ERC ver estas coisas a tempo e horas. Pelos vistos, não. Foi preciso haver denúncia para lhes parecer haver violação do Estatuto do Jornalista. Que andaram a fazer nos restantes dias aqueles marmelos?

Hipatia disse...

Se há violação do Estatuto do Jornalista, ainda se pode chamar jornalismo, Emiele? ;-) E como ficará agora a treta do processo do Moniz contra o Sócrates?

Hipatia disse...

LOL! Se calhar foi mesmo, Bartolomeu. Ao verem como Marinho Pinto se mandava à mulher com os dentes todos, talvez lhes tenham finalmente desembaraçado os nós nos dedos.

(Esses já estão enterrados há tanto tempo que já não haverá forma de lhes medir a cor aos colhões. Talvez entregando isto a uma mulher, desde que não seja obviamente MFL que, infelizmente, falta ali muita pujança…)

anónimo descentralizado disse...

Pois eu prefiro um telejornal sensacionalista-tablóide-louco que diga verdades -- ninguém desmentiu uma única notícia anti-sócrates! -- a uma RTP politicamente correta mas descaradamente subliminar, em que toda a oposição é menosprezada e o poder vigente endeuzado. Prefiro o desassombro assumido ao assombro reprimido. A clareza à opacidade. A verdade à mentira. E nada me interessa as pseudodeontologias jornalísticas.

rp

Bartolomeu disse...

Tens toda a razão Hip. A essa Manela que citas, tb noto muita falta de pudja. Mas olha, de início convenci-me ca mulher ia esgaçar a cena política e ía conseguir atribuir os nomes certos aos bois. Foi "sol de pouca dura". A propósito de "dura", gostei bués do episódio dos 6 meses de ditadura, acho que a maioria do maralhal não percebeu a ideia dela. Para mim o que ela quis dizer, é que estaria a pensar em formar uma task force constituída só por gajos com a "dita" dura. Vê-se que lhe faltou cuorum.
Bom, agora tenho de ir acender o lume para grelhar uns robalitos pró almoço e botar no gêlo uma garrafinha de alvarinho que me ofereceram... depois de almoço comento o resto...
Vai ser lindo, vai!!!
;)))

Hipatia disse...

É completamente diferente um desmentido nunca ter tido espaço de notícia ou nunca ter existido. O enviesamento passa exactamente por ai: se lhes agrada, tem visibilidade por semanas; se vai contra o que interessa, é atirado borda fora. Mas talvez sejam os meus olhos, que não estão suficientemente toldados, ou esta mania de desconfiar de tudo o que tenha ar de verdade absoluta, especialmente se vem do lado de uma espécie de jornalismo comprometido, venha ele de onde vier, antes confiando que lá porque alguém que diz que é jornalista afirma, nem assim passa a ser verdade; ou verdade completa, pelo menos.

Hipatia disse...

Há anos que ando à espera que apareça uma mulher para pôr ordem nesta pocilga, Bartolomeu. Como se há muito fosse evidente que esta política feita sempre pelos mesmos já estivesse na hora de ser corrida. Qualquer um deles, não importa sequer a cor que apregoam: parecem-me todos iguais e situações como a quase unanimidade na forma como passaram a poder justificar as faltas ou como se fizeram amiguinhos para garantirem os financiamentos dos partidos, são só mais exemplos da forma como estão, de facto, muito semelhantes quando é dos interesses próprios que se trata. E como o D. Sebastião nunca vai chegar, esperaria que chegasse antes uma Rainha Velha. O pior é que nos sobrou só a velha, sem sequer se assemelhar minimamente a Rainha; como antes chegaram e desapareceram (ou foram corridas) outras mais. E nem de quotas vamos lá.

Bom almoço! Com o calor que está, um alvarinho bem fresco parece-me uma bela opção. Mas chega uma garrafa?

Bartolomeu disse...

Uma garrafa foi suficiente!!!
Estáva de "estalo", geladinho, acompanhou o robalinho e a broa na perfeição.
;)))

Hipatia disse...

Estou cheia de fome! Só que acho que, a esta hora, já não desencanto nem o robalinho, nem a paciência para o braseiro. Mas acho que há ali no frigorífico um loureiro que é bem capaz de marchar hoje :D

Hipatia disse...

Mais Vozes

estavam mesmo a pedi-las...
fabulosa | Homepage | 05.28.09 - 10:39 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Pois estavam. Mas é, de qualquer forma, um estranho precedente. Quem virá a seguir? O Crespo? Qualquer outro que ande a confundir jornalismo com opinião?
Hipatia | Homepage | 05.29.09 - 6:57 pm | #