2009-05-06

Mais uma consequência da crise

No outro dia, quando ia para o trabalho, ouvi na rádio (não sei bem qual, pois ia numa de zapping radiofónico) que os animais domésticos também sofrem com esta crise económica. É que, segundo várias instituições, o número de animais abandonados tem vindo a aumentar drasticamente. Muitas já nem têm capacidade para receber mais bichinhos.
Fiquei muito triste ao ouvir isto! É algo em que não tinha pensado ainda. As pessoas têm de abdicar de coisas, não podem fazer a mesma vida de antes, e abdicam também dos seus amigos de estimação.
Eu já não consigo imaginar o que seria isto por aqui sem os meus dois amiguitos, um gato e uma cadela, ele moreno, ela loira, os dois doidinhos. E nunca me hei-de separar deles... Só nas férias. Sou daquelas sortudas que tem quem pode ficar a tomar conta deles quando vai para fora!


10 comentários:

PreDatado disse...

Com ou sem crise é absolutamente cruel.

Fabulosa disse...

Pre, é cruel o que se faz aos animais que não têm culpa nenhuma. ou fazem parte da família, ou não fazem, certo? por outro lado, de alguma maneira percebo que para alguns não haja outra opção senão ter menos uma boca para alimentar. mas era bom que pelo menos não os abandonassem na rua e os dessem a algum familiar ou amigo... sempre era mais decente! =(

Adoa disse...

Olá.

Quando fui viver para Espanha, foi-me proposto que deixasse as minhas duas gatas em Portugal, que as desse a alguém ou se calhar a ideia até passaria por outra solucäo implícita (sei que sim) mas näo mencionada.

Lutei por elas e venci. Há sempre uma maneira de dar a volta e manter quem amamos ao nosso lado.

Podes crer que tenho mais afecto e consideracäo por elas que por quase toda a minha família.

Imagina tu que há uns anos atrás fui operada e durante 5 dias näo estive em casa. Como vivia sozinha, pedi a alguém que fosse lá ver se as gatas estavam bem e mudar-lhes a água. Elas tinham a possibilidade de entrar e sair sempre que queriam. Pois a minha gata mais velha posicionou-se na escadaria e miou sempre até eu voltar. Ainda hoje o miar dela näo é normal porque deve ter forcado tanto a garganta dela que parece rouca! Apenas se acalmava quando a mais nova ficava à sua beira...

Todos os vizinhos estavam admirados com a situacäo. Eu nem por isso! Sei o quanto as amo e o quanto elas me amam... Trato-as de igual para igual.

Quando vim viver para a alemanha, imagina o que fiz! Condicäo primeira - gatas!

Näo podia ser de outra maneira.
Elas säo parte de mim, a melhor parte de mim. Mesmo que eu estivesse a passar fome, elas seriam aminha prioridade, näo concebo as coisas de outra maneira.

Fabulosa disse...

Adoa, infelizmente o que acontece é que muitos animais são mais fiéis aos donos do que os donos a eles (nada a ver com o teu caso, claro). Muita gente adopta um bichinho só porque é giro, não pensa que depois tem responsabilidades para com eles... =(

Hipatia disse...

Não é só em tempo de crise, Fabulosa. Vê a quantidade de animais abandonados durante as "férias grandes" dos donos, mesmo em tempo de vacas gordas. É uma questão moral, ou melhor, de falta da dita: enquanto são giros, vai; depois são só estorvos.

mfc disse...

Tenho cá em casa uma Micas com 14 anos que já não ouve nada, vê apenas umas sombras... e continua a ser a alegria da casa!
É uma rafeira que o meu filho trouxe para casa com cerca de 3 semanas!
Não quero pensar que um dia vou ficar sem ela.

Fabulosa disse...

Hip, infelizmente assim é, nas férias de Verão o número de animais abandonados cresce. É o que eu digo, as pessoas não acham que têm responsabilidades para com os inocentes bichinhos mas têm. E é como tu dizes, é uma questão de falta de moral.

mfc, ena, há 14 anos a fazer parte da família! =)

I. disse...

Preferia passar fome a pôr a minha b'xana na rua. Os amigos não se deitam fora, caneco. Eu já ia tendo um treco uma vez que ela me ia fugindo, quanto mais!

(não é só a crise, estou comá Hipatia. às vezes compram o canito de raça, ai que giro, pagam uma pipa de massa, e uns meses depois já se queixam que as férias coiso e a ração que cara. devia haver sanções, como em países civilizados :()

Alien David Sousa disse...

Eu nem me apetecia comentar para não me enervar MAS se os abandonam é porque não são os seus AMIGUINHOS. Conheço pessoas que vivem na RUA e que partilham o que conseguem com os seus amigos, issom sim!
A crise? Em vez de comida de lata podem dar aos bichos os restos, agora abandonar?? Há mais por detrás dessa noticia.

Beijinhooooooooooooooooooos FAB

Fabulosa disse...

I., tu o disseste: "Os amigos não se deitam fora, caneco.. E eu assino por baixo!

Alien, concordo, se os abandonam não são "de estimação" como diz a expressão. E é verdade que se vê gente a viver na rua que trata bem melhor os seus animais do que aquela cambada de privilegiados que tem tudo na vida!