2009-05-05

R.I.P.



Morreu aos 83 anos uma das figuras da minha infância. Acho que a última vez que o "vi" foi neste programa de Herman José. Como é possível ter ficado agora com tantas saudades?

11 comentários:

Bartolomeu disse...

Da NOSSA infância, minha querida!!!
Apesar de que, nunka kurti demasiadamente os desenhos que o sô Vasco apresentava. Achava mais piada à dicção do senhor e recosdo-me com muita precisão da imagem amável e simpática que ele emanava.
Do Herman... esse fenómeno hilariante e das suas caricaturas, tambem sinto saudádje "déssa nh'a terra San Niclau".
Mas está provado que fazer humor daquele que mete o ppl a pensar e sobretudo a rir-se da propria imagem e parolice é so para aqueles que possuem um sentido crítico refinadíssimo e isso, neste país porcalhoto, é dificílimo de manter.

Adoa disse...

Rest in Peace... R.I.P.

Näo sei porquê mas esta sigla dá-me calafrios.

Sinceramente espero queo HOMEM esteja a fazer tudo menos descansar! Espero que esteja a mandar ideias das boas para alguém fazer mais e melhores desenhos animados, género musa do além!

E digo-te, quando eu morrer ai de quem escrever R.I.P. - hei-de perseguir quem o fizer!

... A mim também me bateram cá umas saudades... :(

Hipatia disse...

Mas eu lembro-me que não eram só desenhos animados do Leste, ainda que talvez esses nos tenham ficado mais na memória e não será de espantar que até o Herman José tenha ido por aí. De qualquer forma, há uma série de caras da minha infância que vão desaparecendo, algumas que nem sei se gosto de ver a cores, dos tempos em que a televisão até interrompia a emissão depois de almoço e da Escrava Isaura e ver a Gabriela era o ponto de encontro da família.

Tenho uma imagem muito nítida de Vasco Granja na memória. Tão nítida que nem acredito que já passou tanto tempo. É uma imagem a preto e branco, mas não tem nada de pobre ou descolorida. O mesmo para coisas já mais recentes, como O Tal Canal do Herman. Depois, a oferta aumentou desmesuradamente e, no entanto, a qualidade parece não ter acompanhado de forma alguma a quantidade. No humor, mas também em tudo o resto.

Hipatia disse...

Eheheh

Então não queres descansar em paz porquê? Sabes, quando eu era miúda e os outros putos iam à catequese eu, que sempre fui muito curiosa, queria saber o que por lá tinha sido dito. Lembro de uma vez uma amiga estar a descrever-me o Céu, tal e qual como lho tinham pintado a ela, cheio de nuvens e anjos e muita paz. E lembro-me de ter chegado a casa e ter dito à minha avó que não queria ir para o Céu: parecia-me profundamente aborrecido. Ainda hoje acho que o marketing da ICAR precisa reformular o Paraíso; ainda hoje acho que é uma descrição profundamente aborrecida. Talvez escape se houver por lá bons desenhos animados :D

Adoa disse...

Estás a ver como descansar para sempre é uma valente seca?

Eu quero logo reencarnar como uma lebre, selvagem!

Hipatia disse...

Uma lebre? Não preferias ficar no topo da cadeia alimentar?

Adoa disse...

Minha querida... Eu apenas pensei na... digamos... "qualidade de vida"...

Explico: Comer bem (se bem que apenas cenouras...), fod... bem e morrer jovem!

O que é para ti o topo da cadeia alimentar? Os seres humanos näo estäo lá. Nós somos pasto para lobos, leöes , tigres, ursos, etc. Só näo somos presas constantemente porque estamos a leva-los à extincäo ao poluir tudo no planeta, ao destruir os habitats, os recursos naturais, etc. E ainda por cima nós temos de trabalhar!

Daí que ser uma lebre seja uma boa opcäo. Passar a ser simplesmente recolectora e reprodutora!

lololol

Hipatia disse...

:D

Por acaso nem me lembrei dos seres humanos. À conta de muito programa do Félix Rodríguez de la Fuente ("O Homem e a Terra", acho que era assim que se chamava) que mamei em miúda, estava a pensar numa águia, ou algo assim :D

disse...

Koniec

Hipatia disse...

Pois! Koniec

Anónimo disse...

Mais Vozes

Por vezes lá aparece uma ou outra pessoa que por um qualquer motivo que desconheço me faz sentir que dentro dela existe um enorme humanismo. Vasco Granja é certamente um daqueles casos em que não teria a menor das duvidas em dizer sem saber o porquê que foi um homem com um H muito grande .

e caso não te recordes isto apenas em jeito de piada a maioria dos bonecos que passava vinham do lado vermelho da Europa ( alguns sem piada nenhuma também é para mim verdade)
frogas | 05.06.09 - 2:17 am | #

--------------------------------------------------------------------------------

Quando era miúda, achava que o Vasco Granja tinha cara de avô. Ainda por cima, contava histórias. Como podia não gostar?
Hipatia | Homepage | 05.06.09 - 6:45 pm | #