2009-01-10

Elixir do Amor

Ao fim-de-semana uma pessoa tem de poder ler notícias como esta para relaxar da agitação habitual. O título é: "Bioquímica dos processos amorosos pode tornar viável um elixir do amor".
Começa assim o artigo... Neurocientistas norte-americanos que estudam a bioquímica dos processos amorosos publicam na edição desta semana da revista Nature um estudo que pode abrir caminho ao desenvolvimento de fármacos para aumentar ou diminuir atracção sexual.
E termina desta maneira... Por ajudar a compreender os mecanismos bioquímicos e genéticos do amor, este trabalho abre a possibilidade de se desenvolverem fármacos capazes de provocar sentimentos de amor ou desamor, tornando menos fictício o conceito de um "elixir do amor", pronto a desatar paixões em corações empedernidos.
Notícia da
Ciência Hoje.

14 comentários:

mfc disse...

Já me estou a ver a ir ao Feira Nova e comprar duas ou três embalagens!

Bartolomeu disse...

Bom, eu, que sou estúpido que nem uma rocha, aliás, que nem um rochedo, tipo aquele alcandorado numa penha da Serra da Estrela, conhecido por "Pedra do Urso", ainda não percebi o objectivo prático do medicamento. Isto porque, imagino que o mesmo se destina a provocar uma vontade imensa de amar, quem o tome.
Ok... mas... de amar quem?
-O 1º que aparecer assim que o medicamento começar a fazer efeito?
-O desejado? Aquele de quem se gosta, mas que ainda não nos tinha causado o sentimento suficiente de amor?
E se aquele(a) de quem se gosta mas que não nos dá a pika suficiente,(por isso é que iremos tomar o medicamento) não gostar de nós? Ou gostar, mas só tiver por nós o sentimento de amizade?
Ou... será que as farmácias só irão estar autorizadas a vender o medicamento a quem acompanhar a receita médica com uma declaração da pessoa que se pretende amar "mais intensamente" que certifique a sua intenção de se querer sentir amada pelo tomador do medicamento?
Quem será o argumentísta deste filme de terror?

maria_arvore disse...

Eu só digo que se gastaram tantos anos de evolução para os seres humanos desenvolverem mais neurónios e sentimentos e amor e agora gastam tempo a inventar um elixir que nos faça regredir ao estado de austrolopitecos ou quiçá, mais para trás ainda.

Será que já nos chegam as bonecas/os insufláveis e a agora temos de as fazer de carne e osso?... ;)

Fabulosa disse...

MFC, cuidado com as sobredosagens (ainda acabas a amar toda a gente) e com os efeitos secundários! ;)

Bar tolo meu, todas as tuas questões são importantes. Infelizmente, a notícia não responde a nenhuma delas. Mas como a coisa ainda está em fase de desenvolvimento não creio que vá já ser posta à venda sem qualquer "regulação"... espero eu...

Marie, concordo contigo! =)
Então hoje em dia fala-se tanto de inteligência emocional, e afins, e de como desenvolver esse aspecto é tão importante e depois vêm de lá uns tipos e dizem "fácil, fácil, é tomar esta cena"?
Só concordo se for usado em tratamentos do foro neurológico ou outros muito (mesmo muito) bem justificados, de resto... bahhhhh!

Toze disse...

Já está à venda e eu já comprei quatro embalagens, ora vê

http://cagalhoum.blogspot.com/2009/01/o-elixir.html

Fabulosa disse...

Toze, fui ver... eheheh! ... só tu! ;)

shark disse...

Ganda bronca...
Clonaram o Cupido!

Fabulosa disse...

Shark, ahahah! :D eu não sei é como ele se deixou apanhar com aquelas asinhas para voar... será que o caçaram? ;)

Alien David Sousa disse...

Se uma coisa dessas vai para a frente seria lindo. Andaríamos todos enganados. Estás a imaginar um casal, após 10 anos de estarem juntos o marido dizer à mulher: querida, já não aguento mais este segredo!Tu só te apaixonaste por mim,porque eu fui à farmácia e comprei 10 fráscos da "love potion" e tomei banho neles sempre que ia ter contigo. OUCH! Eu não sei qual seria a minha reação. Por outro lado, tentar conquistar um homem usando essa mesma "love potion", não acredito que faça maravilhas para a minha auto-estima.
Esses senhores deviam mas é deixar a natureza "trabalhar"


Beijinhos Fab

Fabulosa disse...

Alien, eu achei deveras divertida a tua história, até já estou a imaginar os americanos a fazer uma série de t.v. sobre isso. Podia chamar-se DallasII, heheh! ;) Mas sabes, espero que o objectivo seja melhor definido do que simplesmente ser "uma poção de amor". Esta história ainda vai ter desenvolvimentos, vais ver! =)

Claire disse...

Quando é que inventam umas latinhas de paciência que me faz mais falta do que esse ai:-)))

Fabulosa disse...

Claire, eu preferia uns relaxantes, tipo: tomar e sentir o equivalente a uma massagem em todo o santo corpinho. (às vezes, ao final do dia, apetece) ;)

Claire disse...

Oulala!! ça c’est trés bom

Fabulosa disse...

Claire, isso sim, isso sim, ma amie! ;)