2009-01-26

Post com bolinha


aqui

Um homem diz de uma mulher que a come, ou que a comia. E deixamos que digam assim. No entanto, há no gesto masculino apenas a investida. Chegando a mulher a recebê-lo, não é a vulva uma boca de lábios grossos, gulosos, que engole carne dura para depois deitar fora os restos?

20 comentários:

PreDatado disse...

Pois isso é verdade mas não encontrei a bolinha :)

Hipatia disse...

É que onde agora está "vulva" antes estava "cona". Mas - mesmo com bolinha - não ficava tão bonito. Assim dá-lhe um ar mais académico ;-)

JoãoG disse...

Então, sejamos académicos. A vulva não recebe: deixa entrar e sair, sair e entrar; mais e menos; mais rápido ou mais lento; e até pode ser muito gulosa quanto mais entra ou mais sai. Mas para sabermos quem é que comeu quem, tem que se averiguar quem realmente ficou mais saciado, certo...? Já que, manifestamente, aqui, os restos não são espinhas.

Hipatia disse...

Continuando a discussão académica, diria que nem sempre o comer remete para a saciedade. Uma saladinha apenas marcha muitas – demasiadas – vezes. Mas de um ponto de vista a que se poderia chamar ergonómico, será sempre do lado da vulva que estão os lábios e, obviamente, a boca. Não havendo todavia dentes, atrevo-me a dizer que a saciedade dependerá sempre da qualidade da espinha e da fome da boca.

JoãoG disse...

Academicamente falando, quem é que disse que não há dentes? Quem é que os tem? Quem os usa para deglutir à séria, para comer, caso contrário, sobra a palhinha e essa não sorve obviamente a quantidade devida.

Odeio academias. Assim. E de repente. :)

Hipatia disse...

Ora ai está uma boa posição sobre o tema em apreço: com uma simples palhinha não me parece que se matasse a fome.

Agora, fiquei um bocado baralhada com essa dos dentes. Talvez a minha análise académica da coisa se ficasse demasiado a jusante, pois a essa latitude desconheço dentadura.

(só de repente?)

JoãoG disse...

Ficaste baralhada com a dentadura...? AH AH AH! (às tantas tb eu) Mas sabes perfeitamente a imensidão de figuras de estilo que a academia alberga... Comida é para se comer, foi feita para isso, é essa a sua natureza. Quem come quem? Para mim, quem ficou mais saciado (mesmo com saladinha) e saiu de mansinho, exausto.

(ainda me estou a rir qto aos dentes:)

Hipatia disse...

Não acredito que te tenha deixado exausto com tão pouco, meu caro. Nem que a saladinha te satisfaça. E, por mais que me esforce, não desbaralho essa dos dentes. Mesmo e apesar da quantidade de figuras de estilo que a Academia acolhe. Às tantas, a culpa é minha e deveria ter logo chamado cona ao sítio que, mesmo que tradicionalmente coberto de penugem, não me parece que tenha bico, quanto mais dentes. Mas, obviamente, dos bicos falamos outro dia :)

JoãoG disse...

Quanto aos bicos, realço: até podem ser por demais presenteiros, mas não há dúvida quem é que comeu quem, e al dente.

Hipatia disse...

Ah não! Ainda não estamos a falar de aperitivos :D

(al dente? ui!!!)

Toze disse...

Hoje em dia quem investe e come são as gajas e não os gajos!

A malta só diz da boca pra fora, armados em grandes machões e tal...

As gajas têm a "vulva" e o queijo na mão, estamos feitos!

Modernices
:))))))

maria_arvore disse...

Como também se diz: bem metida! ;)

Aliás, gostaria de avançar que a boca do corpo pode contrair os seus músculos para melhor deglutir e saborear, tal como no acto de mastigação da boca com dentes salvo cáries dentárias, esclarecendo quem come.
Considerando ainda que o outro potencial candidato a comer, vulgarmente designado por pénis, apenas se introduz por permissão da comedora, como um rato preso numa armadilha quando lhe dá o cheiro a queijo, mais se reforça a tese de ser ela a comedora. Salvo nos casos de violação mas isso não é comer mas encher tripa para chouriços.

Hipatia disse...

Tirando aquelas tretas das damas serem casadoiras e estarem fechadas a sete chaves dentro do castelo, com cinto de castidade e paus-de-cabeleira o tempo todo, cheira-me que as mulheres sempre tiveram a vulva e a faca na mão, Tozé. E comeram! Alguns, armados em espertos e machões, foram comidos de várias formas, até sendo o último a saber, como nas histórias ;-)

Hipatia disse...

Ai Maria Árvore, não venhas tu também com a dentadura! Ainda estou para aqui a pensar no indigesto que deve ser ver-se deglutido al dente, como proposta acima do João G.

Quanto ao resto: absolutamente de acordo. Até com a parte das contracções, quando necessários, para que a comida saiba melhor :D

Hipatia disse...

(olha, Pre, às tantas não era post que tinha bolinha: era a caixa de comentários, eheheh)

catarina c disse...

que pena, não apanhei a cona, ficava melhor de certeza. Oh, xóslá pensar que são eles que comem, taditos...;)

Info-excluído@pessoa disse...

O vocabulário associado ao sexo, embora abundante e variado - e ora mais sugestivo ora menos - nem sempre faz sentido.
Penso que era o MEC que se espantava por mandar alguém ir-se f#### ser um insulto. Deveria ser o contrário, já que é desejar a alguém uma coisa boa. A não ser por causa do SE, em 'ir-SE'.
Foder, pronto, tem também uma carga muito negativa e violenta.
'Comer' até é interessante, para ambos os sexos, se não pensarmos tanto na mecânica da coisa. 'Dormir' com alguém é um pouco mais pobre, mas também é suposto fazer-se tudo menos dormir. Quando se 'anda' com alguém, a ideia de ambos deve ser onde é que podem parar um com o outro, mais do que 'andar'.

Já agora, se nós dizemos 'comer' uma gaja, como é que vocês dizem?

Hipatia disse...

A gente deixa, não é, Cat? Afinal, faz parte do nosso papel dar-lhes uma massagem ao ego e coisa e tal, que eles até acham que são o sexo forte e assim :D

Hipatia disse...

É verdade, Info-excluído: o vocabulário, ao tingir-se de rodriguinhos vários, leva de tudo e não fica com nada. Daí que haja tanta palavra não relacionada com o sexo que se usa em vez de. Em vez do foder, por exemplo, verbo tão inteiro e tão achincalhado. Mas, depois, já reparaste como os nomes mais "técnicos" chegam a ser ridículos nos seus latins pedantes?

E nós dizemos comer um gajo, obviamente. Mas cheias de propriedade :D

Anónimo disse...

Mais Vozes

é a eterna questão da posse. quem come? quem é comido? quem possui? quem se submete? - enfim, eu cá dou-te razão. mas no sexo, o melhor mesmo é quando o erotismo é democrático! eheheh
fabulosa | Homepage | 01.26.09 - 9:39 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Cuidado, Miquinhas! Não te esqueças do que disse o Sukhorukov: "Democracy opens mouths but cannot fill them."
Hipatia | Homepage | 01.26.09 - 10:04 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

No dicionário que consultei diz que comer é ao acto de introduzir alimentos no estômago pela boca . parece-me que a boca nesta historia se fica pelo caminho.
frogas | 01.27.09 - 2:00 am | #

--------------------------------------------------------------------------------

Não houvesse boca, comias por onde, meu caro? Eu sei que há mais orifícios, mas acho que a gravidade não ajudava tanto
Hipatia | Homepage | 01.27.09 - 1:59 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

minha amiga apenas tentei dar um pouco de luz à discussão, limitando-me a mencionar o que vem escarrapachado num dicionário. E o q nele vem muitíssimo bem explicito é que comer é o acto de introduzir alimentos no estômago através da boquita

Quanto á sua observação apenas vem reforçar o que o dito dicionário tão bem explica. Exemplo sem gravidade: pode se comer pelo nariz desde que se introduza uma sonda pode –se comer pelas veias desde qe se introduza uma agulha pode se comer por quase todos os lados sem q o recurso a dita boquita seja imprescindível. Faço notar que se a dita boquita pode ser perfeitamente dispensada o mesmo nunca o poderá ser quanto à dita introdução
frogas | 01.27.09 - 9:16 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Estamos a falar de comida e não de alimentação, Frogas
Hipatia | Homepage | 01.29.09 - 1:41 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

E eu a pensar que estávamos a falar do acto de comer . comida já é outra historia, comida é aquilo que nos pode deliciar ou não. Se por ai quisermos ir proponho um empate de modo a não arrastar esta já longa historia sem sentido
frogas | 01.29.09 - 7:01 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Empatados então. Que essa da alimentação intra-venosa... tss, tss
Hipatia | Homepage | 01.29.09 - 8:46 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Estava apenas a pensar num simples soro nada que alimente ou fortifique o bem estar
frogas | 01.29.09 - 9:59 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Estava apenas a pensar num simples soro em algo que nos mantenha vivos . nem me passou pela tola que por ai também se pode alimentar a boa disposição
frogas | 01.29.09 - 10:10 pm | #

--------------------------------------------------------------------------------

Estar agarrada a um saco de soro para apenas permanecer vivo não me parece grande vida. Nem que alimente a boa disposição
Hipatia | Homepage | 01.29.09 - 11:16 pm | #