2008-10-14

A dança


(algures da net, disse o autor)


Sempre que a música tocava lá vinhas tu preparada a desafiar para mais um pé de dança, sabendo bem que eu detestava, pois tinha os pés tortos para tal proeza, então desistias de mim facilmente e afastavas tudo do teu caminho, e eu, como de costume, ficava deitado no nosso sofá, a ver-te pela sala, descalça a dançar ao som das batidas. Nasceste com ritmo, conhecias todos os passos de todos os géneros musicais, nunca chegaste a saber o quanto me sentia infeliz por não te poder acompanhar nessa alegria da dança. Ver-te dançar é uma das mais belas memórias que tenho de ti que me faz sempre sorrir. Acho que nunca te disse o quanto gostava de te ver assim, feliz!




A resposta ao desafio segundo o Tozé.

7 comentários:

Erecteu disse...

Gostei, sou um incorrigivel espreita d'almas.
Uma abraço

Hipatia disse...

Tozé, pés tortos são só desculpa! Pensa só na felicidade que poderias provocar ainda a quem te recordasse a dançar, feliz ;-)

Carlos Gil disse...

outro voyeur que se denuncia... ;)

gostei!!!!

maria_arvore disse...

Ai ToZe,
valha-te a dança das memórias felizes nos olhos. :)

E da próxima, tenta dançar com as mãos ou no sofá que o fundamental da dança é apenas acertar a batida dos corpos. ;)

Toze disse...

Da próxima vez vou tentar apenas acertar a "batida dos corpos", a ver se resulta :))))

Recordar alguém a dançar feliz, deixa-nos satisfeitos só de olhar ;)

Sou mais ouvido e voz !

Bartolomeu disse...

A altura acaba sempre por chegar grande TóZé. Este foi o teu momento íntimo de confissão e, mesmo que ela o não leia, exteriorizaste o teu olhar mágico.
E digo-te mais... se eu fosse gaja e uma vez que tens os pés tortos, pegava-te ao colo e se não dançavas a bem, dançavas a muiiiito bem!
lololol
Abração Tózé e manda foder o sofá quessa merda lixa-te os costados.

Toze disse...

Ok Bart !

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL