2008-10-09

Eu não danço o tango


© Fabian Perez



Eu não danço o tango
É ele que me dança
Enquanto o teu corpo, o meu roçando
Vai afastando o véu
Que entre nós balança
Quando em voos flanando
Suspensos num céu
Se buscam as mãos, se encontram as bocas
Se gritam os gestos
Em manobras loucas
Rodopios lestos
Quando a perna avança
E a cintura no vórtice se quebra
És tu a dança, toda a pujança
Que o tango celebra





A resposta ao desafio segundo Bartolomeu.
.

16 comentários:

maria_arvore disse...

O teu corpo é um bailarino volúvel. :)

Bartolomeu disse...

Todos os corpos possuem a sua musicalidade bailável sem que a volubilidade os toque.
;))))
marota!

Hipatia disse...

Ora! Somos todos bailarinos volúveis em alguns dias. Só que uns dançam e outros têm dores de cabeça ;-)

Noite disse...

Eu não danço nada que se possa identificar com algum estilo que se conheça... digamos que é um estilo próprio, ainda não descoberto ;)

Bartolomeu disse...

É + ou - como os automóveis, Hip. Alguns, mesmo antigos, continuam com uma aceleração impressionante, modelos + recentes de alta cilindrada com estofos em pele e botões para tudo e + alguma coisa... têm dias que nem sequer arrancam... dizem que é por falta de bateria.
Será?
;))))))

Bartolomeu disse...

Olá Noite, estrelada!
Que me dizes à ideia de registar a patente do teu estilo "dançatório"?
;)
Um dia que as vontades se reunam, plaguiando a iniciativa de um outro blog que conheço, vou sugerir à dona deste (blog) para organizar um encontro de toda esta gente linda.
E como sou gajo previsto, peço-te já que me concedas a honra da primeira dança, de noite... ao luar.

Hipatia disse...

O teu e o meu, Noite :D

O meu padrinho bem que tentou ensinar-me mas, perante o estado em que lhe punha os calos, acabou por desistir ;-)

E estava com tantas saudades tuas, caraças!

Hipatia disse...

É mais ou menos como tudo, Bartolomeu. Problemas técnicos, parece que lhe chamam :D

E essa do encontro até era gira. Há uns anos atrás, o pessoal tinha vontade de se encontrar. Depois a moda passou. Mas um chá dançante era capaz de ser interessante e apelativo. Eu só recomendo que, como elemento fundamental das fatiotas, estejam umas doc martens de biqueira de aço :D

Bartolomeu disse...

E esporas, não?

efe disse...

http://fotografia.fcastelo.net/main.php?g2_itemId=7711

Noite disse...

Que honra, Bartolomeu! Prepara as botas e as caneleiras ;)

Hip, também tinha muitas saudades tuas e de toda esta malta. :)

Hipatia disse...

Pronto! A haver baile, vamos de doc martens e de caneleiras!

:D

Hipatia disse...

Francisco, já te vou lá buscar. Obrigada!

Hipatia disse...

E estás de volta, miúda? Eu bem passo por lá, mas o "lá" continua mudo :(

deep disse...

Eu também não danço o tango nem qualquer outro tipo de dança que suponha um par. Também não uso - nem nunca usei-doc martens, mas a dançar é como se as tivesse nos pés! :)

Erecteu disse...

Bartó,
Com isto só provas que não é coxo, de todo; e se tão bem danças, melhor cantas porque encantas.